sábado, 17 de agosto de 2019

Entrevista com a Blogueira (10 Anos do Blog)


Maria passa na frente!

💙

Nada é pequeno se feito com Amor.
(S. Terezinha do Menino Jesus)

💙


Sempre oro antes de fazer algo no blog, para pedir que Deus passe à frente e eu não me antecipe ao Espírito... 

💙

Pedi a alguns amigos para me fazerem perguntas relativas à minha vida de blogueira. Eles me surpreenderam, como sempre, apesar de saber bem que vão muito além das expectativas...
Agradeço de coração  aos que puderam colaborar, com inteligência e carinho surpreendentes.

***Por ser bem mais longo, ficará pelo final de semana... com  tempo hábil de se apreciar, antes de se comentar, se desejar... Deixarei até Domingo a postagem no ar. 


Que o Fogo do Espírito Santo de Deus possa me modelar cada vez mais e mais...

💙


01- Porque não se rendeu às "novas" redes sociais?

"Cuidar do trigo e não perder a paz por causa do joio." 

Efêmero, fofocas, inimizades (toda regra tem exceção) não me atraem. Tenho pouco tempo de vida e quero lutar pela minha ascese.  Não se dá atenção particular...  figurinhas, abreviações, etc... sentimentos são deixados de lado, muitas vezes... não há espaço razoável para uma percepção do ser humano grande que está por trás da pessoa. Pode-se abreviar o revelar-se verdadeiramente. Reproduzimos mensagens alheias e não as nossas, muitas vezes... Podemos nos fazer de bonitinhos, limpinhos, bonzinhos  e sermos ledo engano na realidade... Não me fascina o milhão de "amigos". Quem me pareceu leal, gente boa e afim, eu procurei conhecer como deu. Não tive decepções grandes com a realidade a  ponto de desistir de me expor aos encontros com blogueiros (é sempre muito bom), eu confio, luto porque oro, espero e confio Nele. 
Gosto do olho no olho e depois que minha vida teve uma mudança radical (ao criar o blog, minha realidade era outra) vejo o quanto meus pedidos foram aceitos por Deus através inclusive das orações dos amigos virtuais que  tive e tenho (tenho certeza).

Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por Amor de Cristo. Porque, quando estou fraco, então, sou forte.
(2 Cor 12,10)
Mas fiel é o Senhor, que vos confortará e guardará do maligno.
(2 Ts 3,3)

💙




02- Qual é a sua visão de Inteligência espiritual? 

"Renunciar a uma vida meditativa só se for para colocar o fruto da inteligência à disposição dos outros (semelhantes)..." 

Aprender a renunciar, a perder, a não querer ter razão... a dar mais valor à felicidade pessoal das pequenas coisas e ser feliz com a felicidade do próximo... É ter empatia, colocar o sapato do outro... criticar e julgar é o mais fácil que tem e todos podemos fazer bem, como numa arte trabalhada.
Evangelizar é abençoar no meu ponto de vista. Abençoando, somos todos abençoados e muito mais felizes. Desejar o bem, só o bem e rezar para eliminar tristezas, inimizades desnecessárias. Dar-me o valor, não deixar ninguém me abater, ou seja: não sou melhor do que ninguém, mas tenho consciência de que não sou pior, depois do blog. Isso veio a ser inteligência Espiritual... sou pó, apenas pó. É prática de vida, não é acadêmica. Meus amigos reais (alguns virtuais) também me ensinaram o que é ter leveza e paz na alma. Usar a inteligência a meu próprio favor. Se continuar a blogar, se Deus permitir, vou aprender ainda muito mais... por ora, cito algumas questões...

💙




03- O quanto as interações da blogosfera lhe ajudam a refletir sobre a sua Inteligência Espiritual? 

"Felizes os sensíveis que podem ver mais além.
Eles aprendem e aplicam em cada dia na simplicidade de ver o bem, o grande onde os outros apenas passam..."
(Comentário lindo que recebi uma vez de um amigo daqui)

Aprendi muito sobre a verdadeira Religião ser o Amor e não só uma Igreja determinada. A exclusão pode nos fazer perder excelentes pessoas como as inúmeras que tenho aqui no blog e não pertencem à minha fé de Batismo. Não diminuem em nada a minha fé, muito pelo contrário, só solidificou... aprendi muito, graças à ajuda dos amigos virtuais sobre Inteligência Espiritual que é ter também qualidade de vida.

💙




04- O que mais  te move ao teclar por trás da telinha a cada novo post?

Expressar meus sentimentos em relação a tudo e agradecer a Deus por estar viva, falando do seu Amor por todos, sem acepção de pessoas. Em forma de prosa ou de poesias, com a vida real em termos de família, estado de saúde em todos os níveis do meu viver... interagir com amigos e aprender muito sobre várias coisas. Para um bom entendedor, um pingo basta. É necessidade da alma, as palavras nos representam, nos revelam...

💙


05- Você acha ético somente visitar um blog se o blogueiro visitar o seu?

Nada ético, mas cada um só dá o que tem em si, em seu coração...

Discórdias, Dissensões e Facções: Obras da Carne ...

Partidarismo não nos convém.
Infelizmente isso acontece, mas eu aprendi uma coisa no início da minha vida de blogueira: ir em todos, sobretudo em se tratando de BC... 
Comentários por conveniência são horríveis. Todos somos livres para passarmos onde nos sentimos bem, lógico. Entretanto, se os amigos nos seguem, é por alguma razão de afinidade, caso contrário, eu deletaria, naturalmente...
Se me cobram comentários eu fico sem jeito até...
Parece que estou sendo enforcada...
Tão bom passarmos livremente.
Eu costumo convidar para séries, BCs e postagens mais interessantes para ter os pareceres, mas não fico com raiva se não vêm.  Vida que segue e, livremente, todos vamos nos honrando como amantes das palavras.
Cada um só dá o que tem, me ensinou uma senhora de 85 há uns dois anos... e é verdade!
'Toma lá dá cá' soa a matemática cruel e, no ato de blogar, soa bom mesmo é a Matemática do Amor... 

P.S. A título de curiosidade, fiquei 9 meses no inicio do blog sem receber um só comentário neste blog... e  me serviu de aprendizado, se vem comentário fico feliz, se não vem, vou escrevendo por Amor, um dia vem... é um pelo outro...  Como tenho vários blogs, sempre tem no dia... mas já aconteceu de eu não ter nenhum num ou noutro blog... não fico triste...
Números não me dizem nada... embora sinta sinceridade na  maioria das pessoas quando tem um monte... um ou outro poderá passar apenas para  divulgar seu próprio blog, aproveitando-se dos muitos blogueiros na postagem, é pena! Mas não devo me arvorar em juiz dos outros... 

💙




06- Ao fim de 10 anos de Blog noto que cada vez mais a sua inspiração vai aumentando assim como sua disponibilidade para com todos os amigos blogueiros. Pergunto: de onde vem a sua força, a sua inspiração?  O que a move?"

Tenho amigos com muito mais do que 10 anos que me ensinaram muito. Sei que dessa amiga blogueira, ninguém tem ciúme, então vou citá-la sem menosprezar qualquer outro (a). Foi com a Chica que aprendi muito em todos os sentidos. Via que ela passava em todos, comentava a todos, sem exceção, mesmo postagens mais simples, ela não se preocupava com coisas superficiais, apesar de ser graduada, ela dava apoio como pessoa, assim fez comigo, viu tudo que eu falava e nunca me recriminou numa fase inicial bem triste da minha vida. Apoiou... hoje, tento fazer isso,  pois assim como foi bom para mim, poderá ser ótimo para outros...
Sem sombra de dúvidas, Deus me move...

💙


07- Parece haver um constante sentimento de gratidão por algo acontecido e que a marcou . Verdade ? 

Quando recebi esta pergunta, confesso que me emocionei, veio de além-mar e caiu-me como uma enxurrada em meus olhos e coração...
Sim, verdade! Muito novinha, na juventude,  quase fui morta, assassinada (literalmente), na maturidade, uma enfermidade que se prolongou o tratamento por um ano e meio para começar, me vi inútil, envolta num colete cervical que  não podia retirar para nada... Contei já toda minha vida aqui no blog aos pedaços para quem me leu desde o inicio, pois o comecei como um diário e para armazenar arquivos que tinha e me eram muito valiosos.
No amadurecer da vida, passei por muita tristeza... provações e perseguições familiares sobretudo os 'de sangue' mais íntimos (?). Diagnóstico de doença crônica que não me incomoda, pela Graça imensa de Deus.

💙



Mais uma música para descontrair...

💙


08-  Porquê essa alegria transbordante perante a vida? Como agradecimento a alguma provação ? 

Um belo dia, fui apresentada ao Mosteiro Beneditino e minha vida mudou, comecei a não só ler a Palavra, mas estudar para mais Amar e Servir. Quando estamos enamorados por uma pessoa na vida, queremos saber tudo dela e ficamos felizes com as histórias que ela nos conta aos poucos, com o crescer do relacionamento.
Pois bem, não foi nada diferente com Jesus... fui me apaixonando por Ele e me dediquei ininterruptamente à Missão durante 30 anos. Conheci uma felicidade espontânea que já havia aprendido com as Franciscanas, (por esta razão o paz e bem nos meus comentários)... a vida simples e a leveza na vida.  Chorava muito sem saber que tinha recebido o Dom das lágrimas do Alto e lavava minha alma com o pranto.
Um outro belo dia, pedi a Deus uma Graça pela intercessão  poderosa de Maria Santíssima em quem eu creio e amo e fui atendida e, de lá para cá, ainda meus sorrisos são mais lindos pois pude conhecer o Amor verdadeiro, o que se doa, o gratuito, o incondicional. Foi um presente lindo de Deus, após fazer um Retiro Espiritual para fazer  um Discernimento de vida (em São Paulo, Itapecerica da Serra).
O Amor humano também me alcançou e como não ser grata a Deus por tantas bênçãos e livramentos de toda sorte? Impossível!

💙



Amo ser blogueira também porque eu dou vazão aos meus sentimentos, sem recriminações alheias, dentre outros motivos aqui já expressos...

Como também digo sempre, é do Alto que me vem a Força... não é mérito meu... 

💙

10- Porquê tanto gosta de ser blogueira?
E como é que consegue escrever em todos,
sempre com tanta imaginação?

Peço a Deus que não me tire esse prazer... mas tenho consciência de que se Ele fizer isso, me dará outros... Ele é Fiel!
Já tentaram puxar meu tapete, mas se Deus é por nós quem será contra nós?
Não escrevo mais em todos os 15 que criei, pois eu separei por temas para facilitar os livros que tinha em mente confeccionar e, agora que estão publicados, vou esporadicamente em alguns apenas para registrar momentos para o futuro.
A imaginação é Dom, vem de Deus!
Santo Inácio de Loyola, um grande mestre espiritual, nos ensina a  pedir a Graça que se deseja e eu peço...
Sem Deus, nada sou...

💙


11Nestes 10 anos nas ondas da net e no blog Idade-Espiritual achas que o objetivo que te impulsionou a criá-lo, para partilhar a Palavra do Deus Pai foi alcançado?

Meu blog tem alguns objetivos que estão expostos no rol de páginas acima, creio que alcançou mais do que imaginaram minhas expectativas pelos inúmeros e-mails que recebo até hoje  contando as bênçãos espargidas nos 💝💝 pelo que Deus me inspira a postar.
Eu sou apenas um instrumento e quem faz tudo é o Senhor Deus. Nem precisaria falar isso...
Para quem ainda não leu as páginas que falam o que pretendia, há 10 anos, ei-las aqui:



💙



Senhor, me faz muito mais humilde!

12- Qual destes três temas lhe dá mais prazer, em escrever nos seus Blogues?

Religião pelo facto de amar o Senhor?
De como é importante a amizade verdadeira?
Ou da importância que tem na nossa vida, a humildade?

O fato de amar a Deus não está diretamente ou necessariamente ligado à Religião, no meu conceito. Há religiões de todos tipos, desde as universais, as grandes religiões como a Teologia evidencia, as seitas de 'fundo de quintal' até, como vulgarmente denominamos onde o bem e o mal é praticado na mesma proporção. A religião em si não nos salva. Deus é Amor. Se não há o que Ele é na essência da palavra, não me agradaria nem um pouco escrever sobre tal.

Inspirada na Amizade que Jesus mantinha com seus discípulos (atentar que não disse Apóstolos, os 72 e sim os 12, os íntimos)... é que reverencio, com alegria, os amigos que Jesus me presenteou. Tendo em vista que 1 desses "íntimos" O traiu... Assim que, pelos 11, valeu a pena para Jesus e vale também para mim...

Amo escrever sobre a humildade. Por que? Fui educada para competir, derrubar outros concorrentes, meu colégio aprovava a todos nos grandes concursos (meu pai fez grandes sacrifícios para me manter dos 9 aos 17 no colégio tradição). Só que não foram os primeiros lugares que me trouxeram Felicidade... A vida se encarregou de me pôr sempre na condição de última ou de segunda, nunca a primeira e até eu me ver configurada com Cristo, sofri muito. Agora, Tudo posso naquele que me fortalece. Prefiro ser e fazer feliz a ter razão de qualquer coisa sobre a face da Terra. Reconheço-me pó... Muito amada por Deus, perdoada e enviada... 
Há um cântico bíblico que diz assim : Ele não se apegou à condição de Deus mas esvaziou-se ate a morte e morte de Cruz... (a pior da época)... Não escolheu pompas, luxos... Nós não somos humildes o suficiente. Prego a felicidade por ter "muito" (sou apenas professora do RJ, há 5 anos sem 1 centavo de aumento salarial) pois muitos não têm nada... É só passar nas calçadas e não fechar os olhos...
Além do mais, é só termos um simples  blog como eu, para nos acharmos no direito de pisarmos os outros, de nos empoderarmos, nos achando os tais... humildade passa longe, muitas vezes. Que Deus nos dê o Dom da Humildade!

Todos estes temas me dão prazer...

💙


13- Qual a relevância do blog em sua vida e o que há de positivo em ser blogueira?

É muito relevante no sentido de que blog não é um objeto inanimado. Tem um ser vivo que o alimenta. Sendo assim, há que merecer, no mínimo, respeito e consideração. Se o abandono, estou me abandonando. 
Há mais de positivo do que de negativo, certamente. Claro que não sabia disso antes de blogar. Aprendi a respeitar diferentes credos religiosos (não que antes não o fizesse, mas não me sentia obrigada a isso). Agora me sinto responsável. Andei postando textos pequenos de Paulo Coelho, por exemplo, citando o nome e recebi recriminação por ele ser espírita. Já, quando não citava a autoria e apenas punha entre aspas... as mesmas pessoas comentavam normalmente. Vi, nitidamente, como somos hipócritas... 

O mais positivo, saindo do negativo, é a interação entre blogueiros onde aprendi muitíssimo, nestes anos. Como os amigos nos ensinam. Fortalece muito o emocional e autoestima também. Particularmente, conheci, pelo Brasil, vários blogueiros e algo especial demais foi estar ao vivo e olho no olho das amigas portuguesas por 15 dias. Inesquecível presente por ser blogueira. Sempre convivi com grupos nas escolas onde trabalhei e, desde o grupo jovem na igreja católica, procurei me enturmar. Embora aprecie a introspecção, compreendi que toda ação fecunda é fruto de interiorização que, em meu caso, se dá pela oração. Ou seja, se me saio bem na liderança de algo, foi porque primeiro me entreguei a um discernimento. Não sou de agito, badalações, aglomerações, porem, sem que queira até, sempre sou desafiada a enfrentar o novo. Creio, piamente, que seja Deus mostrando a Forca Dele agindo por minha fraqueza.  Em primeiro lugar para mim mesma. Ao administrar um blog, quer queiramos ou não, estamos na condição de liderança sem nem saber, muitas vezes. Na consciência de assim o ser, há que se ter sempre muita ética e positividade diante de si e da vida como um todo. Lamuriar-se sem sentido é denegrir a missão de ser blogueira (o) no meu ponto de vista (experiência).



💙




14- Como reencontrar o brilho que os blogs traziam no começo?


Eu não o perdi ainda... Só percebo que há pessoas que parecem que ficam torcendo para nos verem numa pior. Como na vida real, são os samessugas da nossa felicidade, do nosso bem-estar.  Se ficássemos felizes com a felicidade do semelhante, nosso viver reacenderia o brilho pessoal com o do outro. Como uma vela acesa na do vizinho, ganharíamos a mesma luz...


💙


15- O que escrever quando parece que não temos nada a dizer?

Bem, eu também tenho dias em que só leio ou comento. Não sou diferente de nenhum outro blogueiro. Sendo assim, o dia que estou Inspirada, programo muita coisa... Salvo BC , que venha de surpresa com as indicações, que tenha que fazer no dia, sem preparação prévia (gosto muito disso), cumpro logo que recebo as pistas dadas, facilito a mim mesma o ânimo e a generosidade para blogar... Mas não antes de pedir a Deus uma Inspiração, como já tenho dito.

💙


16- O que há de especial em um blog que não vamos encontrar em outras redes sociais?

Já experimentei outras redes sociais, entretanto é questão de vocação. Identifico-me muito mais com blog que, para mim, sacia minha sede pela leitura e escrita mais consistente...

Uma certa vez, lancei pelo facebook, quando o tinha, uma inciativa da qual gostei muito e foi muito bem participada. Era eu começar uma história de Amor e os amigos continuarem. Foi uma ótima experiência.

💙


17- Quando descobriu que tinha este lindo dom de escrever?

Aos cinco anos fui alfabetizada e, segundo eu soube, queria copiar os deveres dos alunos maiores pois no interior, fui primeiro a uma escolinha única "tudo junto e misturado "...
Lia muito e tive a sorte (benção) de ter pai e padrinho literatos (pai não formado em Letras, embora fosse um poeta de alma com uma capacidade de declamação como nunca vi a ninguém, mas padrinho sim). Sendo assim, meu pai trabalhava muito para o sustento da família e cuidou de me pôr num excelente colégio que me alimentou muito a criatividade e padrinho cuidou de me presentear com livros infantis, desde que aprendi a ler. Como fui muito alimentada na leitura, gostava também de escrever. Fiz muita redação extra escolares. Padrinho me dava tarefas tipo escrever sobre a semana, sobre passeios que fazíamos, etc. Na adolescência, meu diário era meu amigo especial... creio que seja dom de nascença. Por que penso assim? Por ver pessoas crescerem muito. sem nenhum apoio familiar ou até mesmo sem frequentarem bons colégios. Muito esforço (concentração pessoal) e empenho alimenta o gosto da escrita, dentre outros. Insisto que leio muito até hoje e não se tem inspiração fácil sem leitura (visual, contemplativa, objetiva...) 
Os blogs que leio me ensinaram muito pois conheci excelentes escritores por aqui que alimentaram, e muito, meu gosto pela escrita.

💙


18- O que para você falta na blogosfera para ela ficar legal?

Nós fazemos o legal acontecer... se nos damos inteiramente ao que fazemos que é blogar, não tem como não dar certo. Nem creio que seja questão de falta de tempo e sim de ânimo mesmo, é mais de cunho pessoal do que externo, como tudo na vida. Ultimamente, tenho aprendido  a ter paz na alma e a permanecer feliz mesmo na adversidade porque sinto felicidade em meu coração e, sendo assim, tudo é bom, de tudo se tira proveito... Creio que deva haver mais respeito pelo próximo ainda que eu, particularmente nada tenha a reclamar nesse quesito... Qualquer coisa é motivo de guerra, as pessoas se ofendem do nada... não dá para entender tanta gente mal humorada e se arvorando em juízes dos semelhantes. 


💙



19- O que tem sido chato na blogosfera?

'Chato' é cobrança de comentários... como já disse acima e o tal copia e cola que diminui muito em relação ao passado no mundo virtual. Não digo 'chato', mas triste é nem ler o post e comentar qualquer coisa... denota pouco caso e desprestigia a própria pessoa que o faz...
Vejo postagens excelentes de amigos que eu não saberia escrever com a capacidade do amigo virtual tanto em prosa como em verso e com  pouca adesão ou com comentários tão sem graça, 'chatos', fico triste até. Feliz de nós que entendemos os demais e não desistimos mas, para muitos, pode ser um desestímulo até. Creio que quando estamos 'chatos', tudo fica 'chato' ao nosso redor também...

Para não dizer que não encontro nada 'chato', coloco aqui a questão de termos várias BCs num mesmo dia... poderia ser mais combinado de um respeitar o dia do outro  para não embolar pois tem tanta coisa num só dia e não dá tempo para os amigos digerirem, saborearem as postagens de todos participantes, não é culpa dos amigos anfitriões da BCs e sim do tempo que não é só vivido atrás duma telinha... há vida fora daqui... Além de cansar os leitores. Os participantes até que são bem legais e vão em todos os do grupo mas os amigos seguidores nem percebem umas postagens bem interessantes. É pena!

💙


20-  O que te levou a criar um blog?

Queria armazenar arquivos e meu filho criou um blog para mim, noutro hospedeiro extinto em 2008. Não tinha quase comentário e me alegrava muito receber os poucos que recebia, mas não os esperava, haja visto que eram muito espaçados.
Quando meu pai faleceu, há 10 anos, em 2009, passei todo conteúdo do anterior para o novo hospedeiro. Quando perdi uma vez o blog, fiz o domínio. 
O motivo inicial era, na realidade, Deus camuflando  uma nova maneira de me expor, pois havia recém saído de um período grande de missão onde foi frustrante constatar na Igreja: inveja, contendas, ciúmes, difamações...
Pedi a Deus para me deixar todo meu tempo livre à Sua disposição,  mas "escondida" atrás de uma mesa que fosse... No inicio do blog foi bem assim e me senti confortável, na paz, evangelizando sem grandes perseguições, provações...
Na realidade, pedi a Deus algo impossível, pois todo profeta não é bem recebido em sua casa... Não foi à toa que o profeta Jonas fugiu...
Para um bom entendedor, um pingo basta... Sei que me entenderão. Todos blogueiros batizados recebemos esta missão, quer queiramos ou não: a de profetizar na prosa e também na poesia. É indigesta essa condição de profecia para a cultura do 'tapinha nas costas' que cultuamos na realidade. Ponho na primeira pessoa do plural pois não me excluo de nada... Seria hipocrisia. Se consigo perseverar no bem é pela Graça de Deus, não mais... Caio e me levanta Deus.
O Senhor Deus me Libertou do medo para mais Amar e Servir. Para isso, tenho que passar pela Cruz de Cristo, como blogueira também...

💙


Nada me perturbe...

💙

"Sou consagrada ao meu Senhor, solo sagrado eu sei que sou..."

💙






Gratidão... Ponho-me de mãos postas a orar por todos os que participaram tão inteligente e carinhosamente.
Deus os abençoe com toda sorte de bênçãos!

P.S. Antes de fechar o post, não poderia deixar de dizer que nunca participei de nenhum fórum ou similar em termos de blog e, sendo assim, pode ser que muitas respostas pessoais contenham opiniões diferenciadas da mídia prevista. Mas penso assim e preciso dizer a verdade de como sinto ser blogar e ter um blog, não mais. Minhas respostas são passíveis de erros no conceito geral, mas é o que sei... o que vivi... perdoe-me se não correspondi à altura das perguntas tão lindamente formuladas.

P.S.S. Estou Aqui também hoje... e Aqui

Convite Para a Festa de 10 Anos do Blog



Obrigada, querida amiga Chica que confeccionou o selo para mim.





Aqui se prima pela Inteligência Espiritual...

"Fazer um compasso de silêncio interior, como um caçador que vigia o bosque a espera que dele saia alguma presa, é também uma ascese, à sua maneira, uma espécie de oração.

Um oásis de sossego e de frescura onde pode recolher-se"


Escolha um dos selinhos... por gentileza...


Escolha apenas um dia melhor para você postar em seu blog... por gentileza...


Em Deus...

"Tudo posso Naquele que me fortalece."

Inteligência Espiritual

Era uma vez, em um eremitério escondido na floresta, um sábio, Elddalaka, que vivia com o filho, Shvetaketu.
Quando Shvetaketu cresceu, seu pai o enviou a um Ashran, para estudar, como eram os costumes daquele dia.
Quando Slvetaketu voltou para casa após doze anos de educação, Elddalaka lhe perguntou:
O que você aprendeu enquanto esteve no Sshran, meu filho?
Aprendi tudo que há para ser aprendido, pai, Shvetaketu respondeu.
Ao ouvir isso, Elddalake ficou calado e pensativo. Quanta vaidade! Tal conhecimento provém apenas da ignorância.
Minha criança, você precisa alcançar o conhecimento da essência de todas as coisas, o uno que existe em tudo neste universo, o grande poder.
Mas, pai, se não podemos ver a essência, como sabemos que ela existe? Perguntou Shvetakétu.
Fez o que o pai lhe pedira.
Deixe o jarro de lado por enquanto, disse Elddalaka, e traga-o para mim amanhã de manhã.
Na noite seguinte, bem cedo, Shvetaketu foi ao encontro do Pai com o jarro de água.
Você consegue ver o sal? Perguntou Elddalaka.
ShvetaKetu disse: Não, Pai, deve estar dissolvido na água.
Agora, prove água da superfície, ordenou Elddalaka.
Shvetaketu mergulhou o dedo e provou da água da superfície. Está salgada, Shvetaketu, disse.
Agora, prove a água do fundo, disse Shvetaketu, assim como não consegue ver o sal, você não consegue ver a essência, mas ela sempre está presente em todos os lugares.
Por fim, Elddalaka concluiu: Meu filho, aquilo que você não consegue pegar, mas que pode provar cada gota é a realidade. Essa Essência Onipresente é chamada atração a que a tudo permeia. Com você também é assim, Slvetaketu.




Participam conosco da festa do decênio os seguintes amigos:













14- ...

15- ...


Venha para a roda você também. Todos são bem-vindos!




quinta-feira, 15 de agosto de 2019

O Bem Será Sempre Atacado Pelo mal




Sempre haverá Cains que assassinam Abel.
Herodes que se entristecem e ficam violentos (diante de boas novas)
Iscariotes que recriminam, racionalizadamente, à Maria Betânia por causa do seu Amor.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...