quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Pessoas são Dádivas


"Um amigo é fruto de uma escolha.
É uma opção de Amor"
(Antoine Saint Exupéry)



"Amigo nunca vou desisitir de você...
Pela sua vida eu vou interceder...
Mesmo que eu esteja longe meu Amor vai te encontrar, amigo!
Porque Você é impossível de esquecer.
Eu acredito nos sonhos de Deus.
Eu oro por Você."


"As pessoas são dádivas de Deus para mim. 
Já vêm embrulhadas, algumas lindamente e outras, de modo menos atraente.
Algumas foram danificadas no correio, outras, chegam  por entrega especial.
Algumas estão desarmadas, outras hermeticametne fechadas.
Mas o invólucro não é dádiva e essa é uma importante descoberta.
É tão fácil cometer um erro a esse respeito, julgar o conteúdo pela aparência.
Mas o invólucro não é dádiva, e essa é uma importante descoberta. É tão fácil cometer um erro  a esse respeito, julgar o conteúdo pela aparência.
Às vezes, a dádiva é aberta com facilidade: algumas vezes, é preciso a ajuda de outros.
Talvez porque tenham medo, por já terem sido magoadas antes.
Pode ser que já tenham sido abertas e jogadas fora.
Por isso se sentem mais como coisas do que como pessoas humanas.
Sou uma pessoa, como todas as outras, também  sou uma dádiva.
Deus  encheu-me de bondade que é só minha.
Contudo, às vezes, tenho medo de olhar dentro de meu invólucro.
Talvez eu tenha medo de me desapontar.
Talvez eu não confie em meu próprio conteúdo ou pode ser que eu nunca tenha realmente aceito  a dádiva que sou.
Todo encontro e partilha de pessoas é uma troca de dádivas.
Minha dádiva sou eu e  a sua é você.

 Somos dádivas um para o outro."




Até aqui nos ajudou o Senhor
 (1 Samuel 7,12) 

Comemorando as 3000 postagens neste blog.

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Amigo (VIII) Dia Mundial da Gentileza


"Grandes amizades não se perdem em pequenas disputas.
Se se perderam é porque não eram amizades, muito menos grandes."




Aqui nesta  série de 8 (oito) postagens consecutivas) contei com a preciosa contribuição nos comentários acrescidos ao tema dos seguintes amigos: 



































Estes amigos acima listados comentaram participando em mais de um ou em algum dos dias... 


Com seus blogs que muito nos ajudam a crescer dia após dia...
Gratidão a vocês por tudo...   




Amigo (VII)




(11/11/18)


Verdadeiros Amigos

"Um homem, seu cavalo e seu cão caminhavam por uma estrada.
Depois de muito caminhar, esse homem se deu conta de que ele, seu cavalo e seu cão haviam morrido num acidente.
Às vezes, os mortos levam tempo para se dar conta de sua nova condição.
A caminhada era muito longa, morro acima, o sol era forte e eles ficaram suados e com muita sede. Precisavam desesperadamente de água.
Numa curva do caminho, avistaram um portão todo magnífico, todo de mármore, que conduzia a uma praça da qual havia uma fonte de onde jorrava água cristalina.
O caminhante dirigiu-se ao homem que, numa guarita, guardava a entrada.
- Bom dia! - Ele disse.
- Bom dia! - Respondeu o homem.
- Que lugar é esse, tão lindo! Ele perguntou.
- Isto aqui é o Céu, foi a resposta.
- Que bom que nós chegamos ao céu, estamos com muita sede, disse o homem.
- O senhor pode entrar e beber água à vontade, disse o guarda, indicando-lhe a fonte.
- Meu cavalo e meu cachorro também estão com sede.
- Lamento muito, disse o guarda. Aqui não se permite a entrada de animais.
O homem ficou muito desapontado porque sua sede era grande, mas ele não beberia, deixando seus amigos com sede.
Assim, prosseguiu seu caminho.
Depois de muito caminharem morro acima, com sede e cansaço, multiplicados, ele chegou a um sítio, cuja entrada era marcada por uma porteira velha semiaberta.
A porteira se abria para um caminho de terror com árvores dos dois lados que lhe faziam sombra,
À sombra de uma da árvores, um homem estava deitado, cabeça coberta com um chapéu, parecia que estava dormindo.
- Bom dia! - Disse o homem.
- Estamos com muita sede, eu , meu cavalo e meu cachorro.
- Há uma fonte naquelas pedras, disse o  homem, indicando o lugar.
- Podem beber à vontade.
 O homem, o cavalo e o cachorro foram até a fonte e mataram a sede.
Muito obrigado, disse ele ao sair.
- Votem quando quiserem, respondeu o homem.
A propósito, disse o caminhante, qual é o nome desse lugar?
- Céu, respondeu o homem.
-Céu? Mas o homem na guarda ao lado do portão de mármore disse que lá era o Céu!
- Aquilo não é o Céu, aquilo é o inferno.
O caminhante ficou perplexo. - Mas, então, disse ele, essa informação falsa deve causar grandes confusões.
- De forma alguma, respondeu o homem.
Na verdade, eles nos fazem um grande favor, porque lá ficam aqueles que são capazes de abandonar até seus melhores amigos por interesses pessoais."








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...