sábado, 16 de dezembro de 2017

Qual a Estrela-guia do meu Natal?






"Deus habita no meio daqueles que têm o maior sentimento do Universo: O Amor!"

Este Dom é a minha Estrela-guia neste Natal e na vida...




Veio para os seus e os seus não O receberam. 
(Mt 28,18)

"Às vezes, cansada da batalha, eu paro um pouquinho...
Cuido dos ferimentos, das dores...
Retomo o fôlego...
Depois levanto...
E cheia de fé eu prossigo!"
Com Amor que é minha Estrela-guia...



Se não te alentar a forca do Nascimento Divino... Deixará o teu coracão sofrendo mais ainda. 
(São José de Anchieta)



No topo se coloca uma Estrela...
"É preciso entender o que nos constitui um verdade, além de nome, número do CPF e profissão...
Como impactamos o mundo?"

A estrela que guia meu Natal
Sempre foi e será o Amor leal,
O cume da perfeição que exalta
Este nobre sentimento que me habita.



Minha celebridade suprema no Natal
Fica em evidência, com primazia, letal,
Destacada no topo da minha árvore de vida,
Fui criada pelo Amor que, do meu destino, cuida.



Sempre foi e será o Encantamento floral,
Sincero, verdadeiro com a bela e ornamental,
Guia da minha Festa Majestosa,
Dourada ou prateada, por excelência, radiosa.



Toda destinação, toda andança na roda da vida,
Vem à tona com um brilho especial na lida,
Neste dias natalícios. Não com casualidade,
Ela me ilumina com toda preciosa dignidade.


Que Estrela mais bonita! Que sentimento tão forte!
Ah! Ímpar luminosidade, estrela que me dá boa sorte!
O Amor é meu destaque desta Festa do Amor que nasce Criança,
É minha maior fortuna o Amor! Oh! Deliciosa riqueza imensa!



Marco ilustre, importante, notável, eminente, 
Excelsa marca imponente dentro do meu ser,
Doada pelo brilho intenso do Menino Jesus, irrompe
O universo que crê e, em mim, de forma evidente.



O Amor é, de fato, um marco exuberante,
Grande, importante, pentáculo do meu viver,
Fogo do meu viver, arde na minha entranha,
Doce e bela Estrela, minha majestosa, meu bem querer!


Brilhe, exulte, Estrela Rainha em mim!
Estonteia... viva o amor, meu coração de jasmim!
Não deixe que o mal extermine o melhor do meu ser,
Arda com intensidade e generosidade no meu livre querer!

"Que seja infinito o que nos faz bem!"




Experiência mística não é ver seres do outro mundo.
É ver este mundo iluminado pela Beleza.
(Rubem Alves)





"VÊ AQUELA estrela brilhante para a qual um dos homens aponta? A estrela apareceu quando saíram de Jerusalém. Estes homens vieram do Oriente e estudavam as estrelas. Acharam que esta nova estrela ia levá-los a Alguém importante."


Astrônomos tentam descobrir que fenômeno gerou a luz que supostamente guiou os reis magos à Manjedoura do Menino Jesus. De acordo com a tradição cristã, uma Estrela muito brilhante cruzou os céus do Oriente, espalhando a notícia do Nascimento do Menino Jesus.


(Amo esta Data Festiva e armo minha árvore com muita alegria parecendo criança)

"As pessoas são como vitrais coloridos: cintilam e brilham quando o sol está do lado de fora, mas quando a escuridão chega, sua verdadeira beleza é revelada apenas se existir luz no interior."
(Elizabeth Kubler Ross)




Mi pequeña estrellita del plata

Para os que têm muito amor no coração em qualquer ocasião:

SONETO DO AMOR TOTAL


Amo-te tanto, meu amor... não cante 
O humano coração com mais verdade... 
Amo-te como amigo e como amante 
Numa sempre diversa realidade 

Amo-te afim, de um calmo amor prestante, 
E te amo além, presente na saudade. 
Amo-te, enfim, com grande liberdade 
Dentro da eternidade e a cada instante. 

Amo-te como um bicho, simplesmente, 
De um amor sem mistério e sem virtude 
Com um desejo maciço e permanente. 

E de te amar assim muito e amiúde, 
É que um dia em teu corpo de repente 
Hei de morrer de amar mais do que pude.

(Vinícius de Moraes)

Felizes Festas a todos amigos neste Dezembro, haja o que houver!

"OLHANDO A ESTRELA EU VOS INVOCO, Ó MARIA,
OH! NOSSA SENHORA DAS ESTRELAS,
VÓS QUE APARECESTES NO CÉU
COMO UM SINAL FULGURANTE
COROADA POR ESTRELAS
SEDE PARA MINHA MENTE A LUZ,
FAZENDO BRILHAR EM MIM A CHAMA
DO SABER; E SEDE MINHA GUIA, CONDUZINDO MEUS PASSOS. FAZEI BRILHAR
VOSSA ESTRELA NOS MOMENTOS DIFÍCEIS."

(Foto tirada numa caminhada minha aqui no meu calçadão)

De presente natalino, dou-vos meu coração com carinho e gratidão...

Um cristão leva a paz aos outros. E não só a paz mas também o amor, bondade, fidelidade e alegria.
(Papa Francisco)






domingo, 10 de dezembro de 2017

VIII Interação Fraterna de Natal (ll parte)



Textos com particularidades sobre a Estrela de Natal...
No intuito apenas de enriquecimento ou provável inspiração.
A Interação Fraternal é de acordo com seu blog, como sempre: com poemas, textos, ilustrações ou como desejarem os amigos...
Em apenas uma postagem para nossa confraternização 

Que tipo de estrela guiou os reis “magos” até Jesus?

A estrela como um bom sinal dos céus. 
 Ela é até mesmo honrada em canções natalinas.
 A estrela pode ser resultado de um fenômeno natural ou da providência divina.
O anjo também deu instruções para que os pastores conseguissem encontrar Jesus. Daí, uma multidão de anjos apareceu e começou a louvar a Deus. 


O Pai usou esses anjos e não a estrela para informar as pessoas sobre o nascimento de Jesus.
A estrela foi então à frente dos homens, a Belém, e parou sobre o lugar onde estava o menino. Entrando na casa, os homens viram Maria e o pequeno Jesus. Eles tiraram presentes e os deram a Jesus.
Quem você acha que fez aquela nova estrela brilhar?
Lembre-se de que os homens só foram a Jerusalém depois de ver a estrela. 
Estrela de Belém, também chamada de Estrela de Natal, revelou o nascimento de Jesus aos Três Reis Magos e, posteriormente, guio-os até Belém, segundo a tradição cristã. A estrela aparece apenas na história da natividade do Evangelho de Mateus, no qual os astrólogos são orientados a viajar para Jerusalém. Lá, encontraram-se com Herodes de Judeia e questionaram-lhe onde teria nascido o rei dos judeus. Baseado num versículo do livro de Miqueias interpretado como sendo uma profecia, Herodes enviou-os a Belém, para sul de Jerusalém. De seguida, a estrela encaminhou-os até ao local onde residia Jesus, de forma a que pudessem prestar-lhe homenagem e oferecer-lhe presentes. Os sábios magos receberam em sonho o conselho de não retornarem ao encontro de Herodes e, por isso, regressaram a casa por um caminho diferente.
Muitos cristãos olham para a estrela como um sinal milagroso que marcou o nascimento de Cristo (ou Messias). Alguns teólogos defendem que a estrela cumpriu uma profecia conhecida como "Profecia da Estrela". 
O relato de Mateus sugere que os magos sabiam, pelo aparecimento da estrela, que o "rei dos judeus" já tinha nascido mesmo antes de terem chegado Jerusalém. Os sábios presentearam Jesus com ouroincenso e mirra, e encontram a mãe e o filho não numa manjedoura, mas sim numa casa.

Ficção piedosa

Muitos estudiosos, que veem as histórias da Natividade do Evangelho como relatos apologéticos posteriores criados para estabelecer o estatuto messiânico de Jesus, consideram a Estrela de Belém - também denominada Estrela de Natal como uma ficção piedosa. Os aspetos da narrativa de Mateus que levantaram questões sobre o evento histórico incluem: Mateus ser o único dos quatro evangelhos que menciona a Estrela de Belém ou os magos. No versículo sexto de Evangelho segundo Marcos,o autor - considerado pelos eruditos do texto moderno como o mais antigo dos evangelhos - não parece estar ciente da história do nascimento ocorrido em Belém. Uma personagem em Evangelho segundo João afirma que Jesus é originário de Galileia, e não de Belém. Os evangelhos descrevem muitas vezes Jesus como sendo "de Nazaré". Os académicos sugerem que Jesus nasceu em Nazaré e que as narrativas do nascimento de Belém refletem o desejo dos escritores do Evangelho em apresentar o seu nascimento como o cumprimento da profecia. A história de Mateus entra em conflito com a narrativa do Evangelho segundo Lucas, no qual a família de Jesus já vive em Nazaré, viaja para Belém e regressa a casa quase de imediato.
Relacionar um nascimento à primeira aparição de uma estrela era consistente com uma crença popular de que a vida de cada pessoa estava vinculada a essa estrela em particular.

Realização de uma profecia

Os anciãos acreditavam que os fenómenos astronómicos estavam ligados aos eventos na terra. Milagres eram rotineiramente associados ao nascimento de pessoas importantes, incluindo o dos patriarcas hebreus, assim como dos heróis gregos e romanos.
A Estrela de Belém é, por isso, tradicionalmente ligada à Profecia da Estrela.

Os magos são por vezes chamados também de "reis" por conta da crença de que estariam a cumprir as profecias de Isaías e dos Salmos sobre uma viagem a Jerusalém por reis gentios. Isaías menciona presentes de ouro e incenso.[38] Na Septuaginta, a tradução grega do Antigo Testamento que provavelmente foi utilizada por Mateus, estas oferendas aparecem como ouro e olíbano,semelhante à narrativa em Mateus que menciona "ouro, incenso e mirra".[7] A mirra representa a mortalidade, segundo Orígenes.

 João Crisóstomo via a estrela como sendo puramente milagrosa: "Como então, digam-me, a estrela poderia apontar para um local tão específico - o espaço de uma manjedoura e um barraco - sem que tenha descido das alturas e permanecido logo acima da cabeça do menino? E era a isso que aludia o evangelista quando disse "e eis que a estrela, que viram no oriente, ia adiante deles, até que foi parar sobre o lugar onde estava o menino"."

Objeto astronómico

Embora a palavra "mago" (no grego helenístico μαγοι) seja comummente traduzida como "[homem] sábio", neste contexto significaria "astrónomo" ou "astrólogo". O envolvimento dos astrólogos na história do nascimento de Jesus foi problemático para a Igreja antiga, porque esta condenava a astrologia como demoníaca;
 Seria "o final de uma antiga ordem mundial o nascimento de um novo rei escolhido por Deus".

Cometa, supenova e nascer helíaco


 A Estrela de Belém está caraterizada como um cometa acima da criança. Giotto testemunhou a passagem do cometa Halley em 1301.
Estrela de Belém, também chamada de Estrela de Natal, revelou o nascimento de Jesus aos Três Reis Magos e, posteriormente, guio-os até Belém, segundo a tradição cristã. A estrela aparece apenas na história da natividade do Evangelho de Mateus, no qual os astrólogos são orientados a viajar para Jerusalém. Lá, encontraram-se com Herodesde Judeia e questionaram-lhe onde teria nascido o rei dos judeus. Baseado num versículo do livro de Miqueias interpretado como sendo uma profecia, Herodes enviou-os a Belém, para sul de Jerusalém. De seguida, a estrela encaminhou-os até ao local onde residia Jesus, de forma a que pudessem prestar-lhe homenagem e oferecer-lhe presentes. Os sábios magos receberam em sonho o conselho de não retornarem ao encontro de Herodes e, por isso, regressaram a casa por um caminho diferente.


“uma estrela procederá de Jacó e um cetro subirá de Israel” (Números 24,17)
Segundo o Rabino Moisés Maimônides, um grande sábio Judeu do século 13, também conhecido como Ramban, que tomando esta profecia da Estrela de Belém, comparou a aparição do próprio Messias ao brilho desta “Estrela de Jacó”:
“O Messias é chamado “uma Estrela” porque ele brilhará (como um raio) pelo céu, visível a todo o mundo, para ajuntar o povo de Deus da dispersão.”
“…uma vez que o Messias irá reunir os que estão em dispersão pelos quatro cantos do mundo, Ele é referido como uma ‘Estrela’ que atravessa os céus de um final ao outro…” (Comentário de Ramban sobre Números 24:17, Século XIII)
Esse comentário de Ramban está em total conexão com as palavras de Jesus, que descreve a Sua segunda vinda de forma semelhante, e faz uma ligação com a Estrela revelada aos Justos Sábios do Oriente, na Sua primeira vinda:
“Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem”. Mateus 24:27
Um relâmpago que sai do Oriente e se mostra até o Ocidente, ou seja, é a luz no céu, que irá guiar os povos tanto do Oriente, quanto do Ocidente, levando-os à união e reunificação em um só povo.

Assim podemos concluir que o nascimento de Jesus, começou a reunião, e a reunificação do povo de Israel (e do povo de Deus como um todo) em menor grau, ou mesmo apontou/profetizou um evento futuro que ocorrerá em grande escala (na Sua segunda vinda irá terminar a diáspora/reunir todo o povo de Deus em um só corpo).

Intercessão de Jesus é contínua:
“E Arão sobre ele queimará o incenso das especiarias; cada manhã, quando puser em ordem as lâmpadas, o queimará. E, acendendo Arão as lâmpadas à tarde, o queimará; este será incenso contínuo perante o Senhor pelas vossas gerações”. Êxodo 30:7-8

"Ela pode 'aparecer' como uma nova estrela em uma constelação e apagar novamente nos meses seguintes", explica.
"Ela também não é muito brilhante, explicando por que não temos nenhum registro dela no Ocidente", diz.
Cockcroft sugere que isso também teria dado aos Três Reis Magos algo para seguir.
Enquanto outros "presságios" poderiam ser necessários para levar os Magos a viajar na direção oeste a Jerusalém, ele diz, eles levariam meses para chegar lá, "quando Áquila e a nova estrela teriam subido no céu para aparecer ao sul".
"Belém fica ao sul de Jerusalém, então os Magos poderiam ter 'seguido' a estrela até Belém", afirma.

Teorias improváveis

Outras teorias mais improváveis, mas divertidas, também foram propostas ao longo dos anos, comenta Hughes.
Uma que ele descreve como particularmente pouco provável foi sugerida em 1979 em um trabalho acadêmico do astrônomo grego George Banos. Ele propôs que a estrela de Belém era na verdade o planeta Urano.
Banos sugeriu que os Magos teriam descoberto o planeta quase 1.800 anos antes de o astrônomo William Hersche ter registrado formalmente a descoberta, em 1781.
"Sua ideia era de que os Magos descobriram Urano, que o planeta era a estrela de Belém e que eles então tentaram acobertar a descoberta", explica Hughes.


Papa Francisco: Reis Magos expressam a nostalgia de Deus que há em todo crente.



Escolha um selinho e pode ir se organizando para o dia 11 onde começaremos nossa VIII Interação Fraterna de Natal
Não se apresse pois vamos até o dia 18, com calma e tendo tempo hábil de comentar os amigos e nos confraternizarmos para um lindo e abençoado Natal na família virtual...
Alguns de nós, só temos esta e a outra deixa muito a desejar... ou já se foram quase todos (como é meu caso, por exemplo).
Vamos nos unir e alegrar, pois a vida não merece ser mal vivida e a tristeza não pode assumir o papel da alegria interior em nosso ser...
Como precisamos uns dos outros!
Infeliz é quem pensa que não! 
Coitado!
O dinheiro e a estabilidade não pode comprar jamais o amor...



Amigos participantes:





























Junte-se a nós!
Seja bem vindo!







Viajando e, na volta, responderei os comentários com carinho e gratidão.

Interação Fraterna de Natal dos 7 anos anteriores:

2010- a- Anunciação b- Encarnação c- nascimento do Menino Jesus

2011- O que significa o Natal para mim?

2012- Biografia das minhas alegrias

2013- Como virá o meu Natal?

2014-  Qual meu maior presente neste Natal?

2015- O Numinoso em mim

2016- Como vou adornar minha árvore de Natal?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...