segunda-feira, 1 de agosto de 2022

Caminhar a 2💙💙

 


Fica conosco, Senhor!









Que importa se quem amamos está na China, ou nos confins dos judas?
Não comparemos distâncias, pois para quem ama, qualquer quilômetro é infinito percurso...
Uma certa vez, num círculo de oração, ouvi uma mãe pedindo ao grupo para rezar por seu filho que iria para "longe".
Uma mais insensível, na mesma hora, retrucou:
_ Seu filho vai para pertinho nos EUA, pior sou eu que o meu está na Inglaterra...
Há dezesseis anos ouvi tal disparate.
Nunca me esqueci...
Para uma mãe, um filho estar numa quase divisa com outro Estado, como noutro Estado, como numa fronteira de outro país... Tanto faz.
A saudade não se mede pela distância geográfica, se faz pelo tamanho do Amor. Há quem ame pouco demais, nem sente saudade ou não tem como ser diferente e tem que se acostumar... 
O "logo ali" não existe para uma mãe.
A dor da saudade é minimizada se pegamos um carro e vamos, em uma hora que seja (como era antes), até o filho.
Ela fica mais forte quando se tem que pegar um avião e ainda muito maior se são horas e horas de vôo com mais um translado perigoso até o novo lugar.

Foi um mês de muita comidinha preferida, bolos e doces que você gosta... Muitos cafezinhos trazidos na cama por você... Muita conversa e ajuda mútua.

Vai com Deus, meu filho amado, que também fez muito por mim!

Que Deus abençoe sua nova moradia e que Ele lhe dê condições de vir me ver quando a saudade apertar ou quando puder!
Sei esperar, sou paciente...
Te amo.
Por ora, só lágrimas lavam meu rosto... De saudade... Os abraços apertados de hoje regados... me lavaram a alma. Estou com o peito apertadinho demais.

O céu chora comigo, logo pela manhã nublou, o tempo esfriou e  "esfriou"...

🙏💙💙🙏
As lágrimas são as últimas palavras quando o coração perde a voz.
(Khalil Gibran)











10 comentários:

  1. Boa tarde minha caríssima amiga, Rosélia.
    Espero em Deus que acalente o seu grandioso coração e que o seu amado filho seja revestido de saúde, paz e prosperidade. Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  2. Puxa, Roselia! Como te entendo!
    Não sei se já falei mas quando Gordo foi embora a primeira vez, preferia lá no fundo que ele não voltasse a cada ano, pois a dor da despedida era muito grande., Depois acostumei.
    Hoje é normal, dolorida a saudade ,mas sei que não estaremos aqui por muito tempo e eles têm as suas vidas e devem delas cuidar!

    Dói muito, choramos, mas resistimos e ficamos a esperar o primeiro telefonema, a primeira mensagem. Hoje ainda bem temos a internet que ajuda! A cada chamada, o coração pula...

    Desejo toda felicidade do mundo pra ele em sua nova casa e vida e pra ti, que essa saudade te anime a esperar e/ou, se preparar para uma viagem internacional fazer! Quem sabe,né? Pensa nisso!

    Hoje a dor é grande,sei bem! Vivo isso, sabes bem! Só quem calça esse "sapato" pode saber da dor do calo...

    beijos, fica bem, tuuuuuuuuuuuuudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Concordo na íntegra com o teor do texto. O Amor não tem distância.
    .
    Feliz semana… abraço poético
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga Rosélia

    Acompanho-a nesses momentos que, sei. irão se eternizar, quase,
    pois a ausência do seu filho não é por um dia ou dois. Mesmo
    quando é assim, sei pela minha filha quando vai a trabalho por quinze
    dias ou menos as saudades e as preocupações, ansiando sempre
    pela sua chamada. Em vídeo, melhor ainda, vejo-a.

    Agora, com os dias a passar as saudades do seu querido filho não
    amainarão, mas irá aceitando essa contingência da vida. É o que
    eu desejo. Entretanto, mime-se, ponha-se bonita, mais do que já
    é, para ele quando a vir também se sentir feliz. Conte-lhe dos seus
    passeios, a sua visão do mar, das belas fotos que tira, das suas
    flores. Isso o fará feliz e lhe tirará dos ombros, um pouco, a dor
    de ter ido para longe da mãe.

    Minha querida, estamos por cá. Envio-lhe a expressão da minha
    amizade sincera.
    Beijinhos
    Olinda

    ResponderExcluir
  5. Bom dia minha Amiga Rosélia,
    Um texto muito belo e nostálgico que tocou meu coração.
    Ter filho ausente longe ou perto é semelhante. O amor não tem distâncias, apenas se sente no nosso coração e nos acompanha sempre.
    Gostei muito de seu testemunho. Mãe sofre, mas compreende. Deus e sua Mãe nos ajudam a suportar as ausências e a encurtar distâncias.
    Que seu filho seja grandemente abençoado por Deus e sempre que possa a visite.
    A saudade é um sentimento que caminha connosco, mas sabemos que nossos filhos nos têm também sempre bem juntinho dos seus corações.
    Tenha um dia muito abençoado, com muita paz no seu coração.
    Beijinhos fraternos e carinhosos.
    Ailime

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga, como a compreendo, tenho a minha filha a viver em Macau e à 3 anos que não nos vemos a não ser pelo telemóvel. É difícil ter os filhos longe de nós, por vezes a saudade aperta demais o coração, mas sabermos que eles estão bem e felizes com a vida que levam alivia um pouco a nossa alma.
    Desejo do coração as maiores felicidades para o seu filho e para si.
    Um grande beijinho e um abraço bem apertadinho.

    ResponderExcluir
  7. Não se pode impedir voos da natureza e os corações ficam partidos, de ambos os lados. A saudade machuca mas a alegria de ver que os caminhos escolhidos proporcionarão felicidade, compensa. Quando saí de casa, vivi essa experiência, o sofrimento de minha mãe e a dor da ausência, para nós duas. Ela não vai passar mas a distância realmente não existe no campo do amor. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Olá Roselia!
    Como Te compreendo!
    Nossos filhos são nossos maiores tesouros.
    Por eles somos capazes de tudo.
    Desejo-lhe uma semana repleta de luz
    Abraços Loiva

    ResponderExcluir
  9. Ler o seu texto e as palavras de quem conhece essa saudade é um aprendizado para mim. Que os filhos longe estejam protegidos e a amor acalente os corações das mães.

    ResponderExcluir
  10. Boa noite, Rosélia!

    Imagino ser muito dura saudade.

    Mas, estou certa de que a presença de Deus guiando-os todos é que aquecerá os seus corações.

    Beijo!!

    Renata

    ResponderExcluir

Deixe sua Espiritualidade aqui, por gentileza

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...