domingo, 9 de fevereiro de 2014

A Comunhão de Amor (II)


Oração
Tu que pisaste sozinho o lagar,
Tu em que os sofrimentos foram plantados
Como selas mortíferas...
Sei agora o que suportastes sozinho
Enquanto os teus discípulos dormiam...

Permite que eu agora saiba
O que devo fazer para Ti
Getsêmani surge diante dos meus olhos
Eu te vejo curvado, de joelhos, sobre a terra nua.
Apesar do frio d anoite,
Teu suor escorre como sangue.

Recebe-me hoje ajoelhado junto de Ti.
Considera meus sofrimentos, minhas tristezas
Com humilde participação nos teus.
Por mim, aceitaste beber esse cálice
Eu te servirei todos os dias da minha vida.
Ensina-me somente como te honrar.

Pediste a teus discípulos
Que vigiassem e orassem contigo uma hora
Mas eles adormeceram
Quero vigiar e orar,
Não quero esquecer teus sofrimentos no Getsêmani
Eu me lembrarei deles
Com gratidão e, reconhecimento
Todos os dias da minha vida.

Suportar o sofrimento vale mais que qualquer outra devoção.

Hoje estou aqui:

http://www.lacosdepentecostes.com.br/

Um comentário:

  1. Oi minha querida, passando para espiar e te deixar beijo, beijo! ;)
    She

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...