quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Esperança da Primavera




Por isso, a vós, imortais, quero também dar graças.
E que do jeito aliviado surja de novo a oração do poeta.
E, como quando estava com ele,
Erguido na ensolarada altura,
Reanimando-me, de dentro de seu templo, me fala
Então, quero viver! Os campos já verdejaram.
E dos montes prateados de Apolo
Chega-me um apelo
Como de uma lira sagrada
Vem! Foi como um sonho!
Pois já se curaram.
As asas sangrentas, e rejuvenescidas vivem todas as esperanças!
É muito encontrar o grande, muita onda resta, e quem assim amou deve seguir pela rota que aos deuses leva.
(Hölderlin)

2 comentários:

  1. Olá amiga, que belíssima oração/poema exultando o renascimento exuberante da natureza numa primavera abençoada e anunciadora! Linda a sua foto num cenário fabuloso. Beijinhos (meu endereço:ematos.simoes@hotmail.com) Muito obrigada. Ailime

    ResponderExcluir
  2. Lindas palavras, não conhecia esse poema.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...