quarta-feira, 4 de setembro de 2013

A Diferença Entre o Místico e o Esquizofrênico



Ambos estão nadando nas mesmas águas, mas exatamente onde um continua a nadar, o outro afoga-se.
(Jean Yves Leloup)

A verdadeira ascese, o verdadeiro trabalho interior, tem justamente, como finalidade fortalecer o "vaso" a fim de permitir que este suporte a intensidade de alguns estados de consciência.

Místicos são pessoas muito concretas. Eles comem bem, ocupam-se de jardinagens, preparam suas refeições, etc. Fazem coisas físicas. Eles sabem, perfeitamente, que se não tiverem essas ocupações, acabariam por enlouquecer.

O importante não é o mestre, mas o discípulo.  O importante não é quem fale, mas quem está à escuta.
(Jean Yves Leloup)

Podemos dizer coisas banais em um ouvido que esteja à escuta; e essa coisa banal assume, então, um sentido de uma grandeza infinita.

Quando a mais insignificante flor é mensagem, o mais insignificante sempre é beijo. A Presença está presente.

Gostaríamos de Deus sem a sombra... de jesus sem Judas, da luz sem a escuridão... ora, não existe dia sem noite.
(Jean Yves Leloup)

A vida é feita para morrer, a flor é feita para murchar, o amor é feito para passar...

Nós somos passantes... 
(Jean Yves Leloup)

5 comentários:

  1. Lindo texto, adorei essa diferença sutil e tão grande ao mesmo tempo! bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia minha amiga linda!!!
    Vindo ler seus textos que nos deixam em pura reflexão e com o coração mais leve...
    Tenha uma semana feliz e abençoada!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo! Verdadeiramente é uma linha muito tênue que separa o esquizofrênico do mistico; do amor ao ódio e por aí vai!. Grande e forte abraço!

    ResponderExcluir
  4. Lindos pensamentos
    que podem completar nossas vidas!
    bjs
    Zizi

    ResponderExcluir
  5. Que beleza de msg!Não conhecia o autor.bjs,

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...