terça-feira, 13 de agosto de 2013

Deixar-se Tocar Pelo Sagrado (VIII)



Tornar-nos santos significa tornar-nos  cada vez mais aquele ou aquela a que fomos chamados e destinados a tornar-nos. 

É o contrário da imagem do santo que corta tudo de si, que não admite o que parece impedir o caminho para se tornar santo. Vir a ser aquela pessoa santa e íntegra é tarefa para uma vida inteira. As orientações para isto nós não as podemos encontrar na literatura piedosa e edificante. Mas também não podem ser encontradas como um setor da literatura de ajuda ou do soterismo. 
Podemos percebê-las quando procuramos escutar-nos naquilo que temos de mais profundo, quando damos ouvidos aos nossos sonhos e às pessoas que nos conhecem e que nos querem bem.
Tomamos a sério as instruções para  a santidade quando admitimos aquilo que  nos impedem a nos desenvolvermos e a nos realizarmos. Partimos, então, do pressuposto de que o que foi colocado em nós, precisa desabrochar plenamente, por fim, alcançar a santidade. Muitas vezes nós não conseguimos seguir o caminho que conduz à santidade, porque dificultamos nosso desenvolvimento ou então, porque existem influências externas que o impedem. Ou porque se estimula um desenvolvimento que não nos leva a ser sempre mais nós mesmos, e com isto a nos tornarmos íntegro e santos.
Para que eu chegue a ser aquele em quem devo me transformar, para que me torne  íntegro e são, é necessário que me ocupe constantemente comigo mesmo. 
O que mais importa é fazer com que as diversas forças e tendências que existem em mim, minhas sombras e minhas luzes, possam frutificar para o meu processo de santificação. Elas são o canteiro de onde eu devo crescer. São o húmus do qual irei brotar. Posso ter confiança de que a força que minha destinação traz consigo haverá de impor-se...


Continua a série amanhã...



Estou contando minha primeira viagem ao Pantanal aqui:





Clique aqui... é para você se sentir em casa:

5 comentários:

  1. Somos santos pecadores, né? O importante é não perder o foco... seguir sempre em frente buscando caminhar em santidade! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você. O que importa é se transmutar, anulando o ego para frutificar. Boa noite!

    ResponderExcluir
  3. Iii amiga vai fazer 4 anos de blog? Parabéns! Se for fazer alguma BC pra comemorar pode contar comigo^_^. Quanto ao post, eu não sou religiosa, mas acredito que estamos vivendo para nos libertar dos defeitos humanos. Não sei se virarei santa algum dia kkkkk mas me preocupo apenas em ir resolvendo as coisas q mais me perturbam no momento sem me exigir demais. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Postagens edificante amiga!
    Muito bom te ler e refletir.
    Abraços! Linda tarde pra ti.

    ResponderExcluir
  5. O que vale é buscar equilíbrio, beijo Lisette.

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...