quinta-feira, 3 de maio de 2012

Maturidade Espiritual



MATURIDADE ESPIRITUAL



Publicado em 24 de novembro de 2008 no http://espiritual-idade.spaces.live.com/


(José Tarcísio Amorim)


SEM  D O R  SEM  M Á G O A
A L I B E R D A D E RENASCE
DA CONSCIÊNCIA DA MORTE,
M A D U R A, S E R E N A
NÃO MAIS COMO OUTRORA.

A C H A M A  DA  V I D A
-SEMPRE ETERNA-
ESVAI-SE DO MUNDO.
S E M A L A R D E,
E ILUMINA
-P R O F U N D A-
A ETERNIDADE.

S E R M A I S
-P'RA SEMPRE-
NÃO É VIVER O PRESENTE
COMO PLUMAS AO LÉU:
MAS VIVER
ASSIM NA TERRA
COMO JÁ SE ESTIVESSE
NO CÉU.

Hoje, estou dedicando este dia e ESTA POSTAGEM ao meu tio e padrinho batismal JOSÉ MENDONÇA DOS REIS, pessoa humana linda, que me incentivou durante a adolescência, foi um bom condutor na minha formação filosófica e moral, sua filosofia de vida contagiante, seguro, competente, educado. Procurou, na carreira militar, se empenhar até ser reformado.
Em todos os livros (que me emprestava pra eu ler desde pequenina) escrevia: HEI DE VENCER!
E, de fato, venceu não só a vida como também a si mesmo.
Tenho durante décadas o primeiro livro infantil que me presenteou com uma dedicatória linda: ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS e o segundo: POESIAS INFANTIS.
Quando passei no Vestibular, nova coleção de literatura que a guardo até hoje.
Ia me colocando, semanalmente, cada obra de Machado de Assis e os meus preferidos de José de Alencar... foi um exemplo para mim até na seleção da minha escolha profissional, segui os passos dele com vocação bem discernida e também fiz Letras.
Sempre, na juventude, me levava aos concertos que a Universidade Gama Filho (onde se formou) oferecia. Gostava tanto, ia toda prosa com o meu padrinho!...
Num doloroso momento pessoal de minha vida, foi meu braço forte, me fazendo tomar uma atitude com plena convicção e disso até hoje eu nunca me arrependi.
Sempre muito sensato e lúcido, muito transparente e sem rodeios no trato, teve também comigo pulso forte mas o que mais me encantou sempre foi sua sensibilidade, seu coração cheio de ternura, seu delicadeza comigo e com todos.
Como se tudo isto não bastasse, ainda se lhe acrescento seu romantismo na medida certa que nunca perdeu.
A história de sua vida dá um livro cheio de poesia e amor.
Que mais posso dizer de um tio e padrinho que me ensinou o que é ser um HOMEM de verdade?
Hoje se lhe dedicasse um livro seria esse o seu lema que lhe ofertaria: FORTE SEM JAMAIS PERDER A TERNURA! 

Parabéns pelo super padrinho que o senhor me foi... e que a vida se encarregue de dar ao senhor o dobro de toda dedicação que teve para comigo.
Quando era pequenina eu lhe tomava a "bênção".
Agora cresci e sou eu quem lhe digo:
Deus o abençoe!

Um comentário:

  1. Linda e emocionante homenagem ao teu padrinho!!Beijos e parabéns aos dois!chica

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...