quinta-feira, 19 de abril de 2012

Eu Sou Único

EU SOU ÚNICO

Publicado em 23 de novembro de 2008 no http://espiritual-idade.spaces.live.com/


"Cada um é criado e amado como se fosse o único, eis uma lei fundamental da vida. Cada um é ele mesmo, possui sua idnetidade, completamente pessoal, sua própria missão e direcionamento. A diferenciação, a singularidade dos seres humanos é um princípio essencial. Pois fundamenta nossa relação com Deus, bem como nossa identidade, nosso futuro. É o ponto de partida, nossa âncora, nosso consolo, a boa nova, a nossa segurança essencial.

Cada um de nós é acolhido por Deus como o bem amado; é chamado seu filho, conhecido pelo nome, gravado sobre a palma de suas mãos. Cada um é precioso a seus olhos, sem exceção. Esse amor é dado por inteiro, sem comparação, nem  mérito, nem preferência. Quaisquer que sejam nossa condição, nosso passado, nossa forma de enfermidade ou de morte. O amor está lá, à nossa espera, sem ruptura, sem interrupção nem abandono. Acolhendo nossas fragilidades, nossa vulnerabilidade, nossas dores, nossas quedas, com ternura. 

Podemos abrir a esse amor a totalidade de nossa história, sem receio de julgamento, de rejeição, de condenação, somos encontrados, contemplados, escutados, no âmago de nosso desânimo, como um dos inúmeros enfermos que Jesus cura em meio, à multidão.

Choremos, repousemos a nossa cabeça sobre o coração do Pai, mesmo se estamos sujos e em pedaços, humilhados e envergonados, fracassados, confusos ou esgotados.

O Pai vigia à espera de nosso retorno, corre ao nosso encontro, toma-nos nos braços num longo abraço, e celebra uma festa pois é grande a festa, mesmo por um único filho que volte. Permitir o encontro, deixar-se tocar, restaurar por esse amor é o primerio passo, a primeira descoberta fundamental."

(SIMONE PACOT, A EVANGELIZAÇÃO DAS PROFUNDEZAS)


"Compreender que há outros pontos de vista é o início da sabedoria."
Campbell



AOS AMIGOS,A SORTE E A BELEZA DO SAKURÁ!


Com o fim do inverno no Japão, a primavera vem radiante com as flores de cerejeiras, o SAKURÁ, como os japoneses a conhecem. Essas fotos são de minha autoria e aproveitei o intervalo de almoço de meu serviço para "ser fotógrafo por um dia" para os meus queridos amigos do blog. As flores de cerejeiras, que na verdade não produzem cereja, o SAKURÁ, como alguns já sabem, são flores efêmeras, geralmente elas nascem no período de abril, entre os dias 10 e vão até o dia 18 ou 20 no máximo, logo a chuva ou o vento forte acabam com as flores, ficando apenas o broto de folhas, que logo nascerão com um verde bonito mostrando essas metamorfoses que a natureza nos proporciona.

Mas ao tempo em que eu olhava para as flores do SAKURÁ, lembrei dos meus amigos do blog.Pensei comigo, bem que eu poderia de uma certa forma homenageá-los... Pelo menos aqueles mais assíduos às minhas postagens e que sempre entenderam meus posts...mas como fazer?

Então, tive a ideia a seguir... Vamos às fotos?








Aqui, o sol quer agraciar a presença dos amigos dos blogs   ORVALHO DO CÉU


Mimo do amigo do Blog:

Seja muito abençoado e feliz!

9 comentários:

  1. E é justamente pelo respeito ao outro que sentimos a presença de Deus em nós. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Éder
      E viva as diferenças!!! Como crescemos com o irmão!!!
      Abraços fraternos de paz

      Excluir
  2. Rosélia o primeiro texto é de uma declaração de amor ímpar ao Pai que nos carrega em suas mãos! Maravilhoso! As cerejeiras em flor também devem ter alegrado em muito o seu coração e eu desejo neste momento que o Pai o alegre muito mais! Beijos, amada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida amiga Maria Luíza
      Vindo de você eu tenho certeza de que fica alegre com a minha felicidade...
      Obrigada por seu carinho, preciosa de Deus...
      Bjm de paz

      Excluir
  3. Oi Rosélia!
    Só em acreditar em um amor assim já vale viver! Liiiindo!
    Quanto às flores, são das que mais gosto, por sua fragilidade e beleza, o símbolo da felicidade, que ela nos chegue em sua plenitude!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Rô, o texto que encabeça o post toca o coração... profundo e terno! Quem não gosta de estar no colo de Deus! As flores da cerejeira tem a mesma ternura... lição de que a beleza é efêmera! Muito legal a homenagem que o blogueiro fez aos seus amigos visitantes! Bjks Tetê - Manancial

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Tetê
      O Colo Santo de Deus é um colo Restaurador... como está sendo para mim na atualidade...
      Bjm de paz

      Excluir
  5. Que linda as paisagens que ilustram seus textos de profundas palavras.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Norma
      Que bom é ter vc comigo aqui!!!
      Bjm de paz

      Excluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...