segunda-feira, 19 de julho de 2010

Autoestima e o Feminino

AUTOESTIMA E O FEMININO...
Como tenho falado sobre isto por aqui neste meu espaço que se faz seu!

Vejo a evidência da necessidade da mulher em "comandar" a sua própria vida em benefício da humanidade...
Não, não é feminismo ou coisa similar... é realidade...
Já vemos no Livro Sagrado que a mulher é a mola propulsora no comando do viver bem...
Claro está que há homens que valem por mil mulheres e vice-versa...
Mas hoje, o Tema se propõe, não digo a supervalorização nossa, a dar o lugar cabível ao que nos toca... como MULHER... FEMININA, pois...
Tem mulher que não se assume em sua condição...
Como assim?
Muitas vezes me vejo "derrotada"... Sem AUTOESTIMA na medida adequada...
Poderá alguém pessimista, negativa, por exemplo, ser a alegria da casa?
Nunca!
Há casos e casos, certamente!
Mas o nosso bom humor... (não estou dizendo que não tenhamos o direito de sentirmos tristeza, não seríamos humanas)... a nossa capacidade de superação é imprescindível para o bom andamento da casa interna e externa ( a sociedade)...
Mulher que vive só de aparência, como se o mundo fosse roupa... calçado... maquiagem... que ilusão! É como se, por dentro, no interior... houvesse um vazio tremendo por falta de auto estima a ponto de ter que se fantasiar de uma pessoa que não corresponde à realidade... Que oca nos tornamos!
A AUTOESTIMA nos dá feminilidade própria... na dose exata... sem precisar de tantos artifícios... afinal somos mulheres... e o feminino deveria estar embutido... nesta condição...
Temos a Missão de "Proteger" (suportar=ser suporte) a família e às pessoas... é o nosso jeito, faz parte da nossa excelente estima...
Afinal, temos coração...
Creio que definiria bem esta questão tão conflitiva, dando um nome a quem tem a estima no lugar certo e é feminina por excelência: PODEROSA...
O dito referente a esta condição por aí tem outra relevância bem diferente... é atributo ao sexo pelo sexo...... ao vazio... à mediocridade...

Será que acreditamos em nosso Poder?
Alcançamos a verdadeira felicidade ao nos olharmos no dia a dia e nos vermos não como perfeitas, mas em processo de crescimento, sem "pré-conceitos"...
Sem julgamentos antecipados do que quer que seja...
Só Deus é o verdadeiro Juiz porque Ele pode...
É Perfeito!

Se agimos com generosidade estamos com a estima bem definida... afinal é a nossa condição de mulher que nos impele a tal ato de bondade...
É só mirar na maternidade como condiz com esta condição...
A estima correta nos induz ao autodomínio e a sobriedade...
Temos nata em nós a verdadeira sabedoria...
Não somos donos de ninguém... nem dos filhos...
Quando agimos por exigência interesseira... com mentira... tentando agradar a tudo e a todos... indiscriminadamente... fugimos da Justiça... às vezes convosco mesmas... portanto: baixa estima em cartaz! E quanto aos boatos que propagamos... que horror!
Que falta de estima e de feminilidade! Por isso os demais nos veem como "fofoqueiras"... com muita razão muitas vezes... nos apossamos da vida alheia ao invés de nos adornarmos com os predicados que nos cabem muito bem...
Isto só destroi a quem está ao nosso redor...
A mulher preguiçosa que não evolui em nenhum nível do seu ser... com o potencial que tem fica jogada ao abandono de si mesma e de sua letargia...
Muitas vezes nós adotamos uma condição de imbecilidade tamanha... que lástima!
Somos inteligentes e podemos refletir para agirmos... para decidirmos bem... Discernir entre um bem e um Bem maior...
Deus não se alia à nossa injustiça... Santidade... processo de crescimento...
Muitas vezes proferimos palavras mortíferas... contra nós mesmas... de que não somos capazes de sermos felizes... somos sim!
E não é alguém de fora que nos trará a tal felicidade tão sonhada... é uma certeza interior de que se Deus é conosco nada poderemos temer.
E para quem não crê em Deus?
Resta uma alternativa da sua condição de inteligente por si só...
E usá-la em seu próprio benefício...
A Sabedoria fica em nosso comando... nos dando a maior felicidade que existe sobre a face da Terra... mesmo que tenhamos todas... dias difíceis... de transtornos... de obstáculos (como os tenho!). Podemos ser anjo ou demônio... a decisão é nossa!
Não podemos nos deixar corromper diante dos apelos sujos e baixos da mídia... atentemos para a nossa dignidade...
Não corramos atrás do lucro... em qualquer âmbito... é pouco demais para nós sermos mercenárias, temos potencial... é só olharmos, atentamente, nosso fio de ouro... (dá auto estima).
Pratiquemos a justiça... vivamos aprendendo... tirando conclusões e experiências...
Sejamos AMIGAS... torna a relação com os demais SAGRADA...
Ou só nos prejudicamos...
Perdoemos a quem nos ofende...
Briga só serve para provocar uma morte prematura e fazer o inferno na Terra...
Atentemos para o perigo de nossa língua... que pode abençoar e maldizer... com a mesma força... provocando efeito avassalador ou não...
Viver como feminina que somos é treinarmos para a PARTILHA... como a mulher sabe partilhar... e digna do Dom que recebe do Divino... muitas vezes...
Arriscamos tudo pelo próximo... Nos "humilhamos" quando é necessário... temos bom senso... saúde nos diversos níveis é uma das nossas maiores riquezas...
Alegria para esbanjar mesmo com o coração sangrando...
Sabemos nos comportar... Ou não?
Que bom geramos confrontos!
Geramos novidade... saída ao novo é sempre salutar... governamos a família... respeitamos os direitos de cada um... ou não...
Sonhamos... isso é o melhor, para mim, do que já citei inspirada na Palavra do livro do Eclesiástico...
Podemos sonhar livremente... ninguém nos tira este direito... até as mais "pobres"(materialmente falando) das mulheres almejam algo de bom... Vamos crescendo em experiência... Gritamos diante da opressão...
Religamos nossa família... custe-nos o que custar-nos...
Aconselhamos... e bem... somos sábias... porque temos estima para dar e vender...
Somos construtoras do mundo... preservamos a memória...
A feminilidade nos deixa tirarmos os absurdos que a vida nos oferece...
Damos sentido à vida e triunfamos sempre... somos mais do que vencedoras... Mulher sem estima se torna injusta... e nos envergonha a classe...
Para estarmos na moda temos que nos tornarmos injustas, à vezes... não podemos querer o tempo todo andarmos nos modismos, não é mesmo?
Seríamos ridículas, há coisas não nos convém!
Espelhemos a sabedoria de Deus... Somos ameaça... isso mesmo!
Bem, não posso deixar de atribuir a Deus, que me conduz, toda sabedoria que me vem neste post... se algo foi bom, o mérito é d'Ele que me adornou com tal Dom...
Assim vivo eu, na simplicidade do meu quarto, escrevendo e procurando fazer o bem...
Espero o momento oportuno... sou fiel e respeito a quem não me ama... é um direito o Amor...
Estou tomando consciência dos meus próprios limites... e isto faz parte, hoje em dia, da minha estima e feminilidade...
Estou sendo educada... pouco a pouco...
Um dia chego lá e serei muito mais feliz...
Assim espero... confio... oro ...


7 comentários:

  1. Estamos todos minha amiga, tentando sermos melhor a cada dia, e ainda bem né?
    Pior são aqueles que não arredam pé de suas posturas, não se abrem ao novo, estão sempre de mal humor.
    Apesar de nossos problemas, temos que acreditar que podemos a cada dia mudar, aí o resto vem por acréscimo
    Beijos em seu coração!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal sua participação amiga...
    Tenha uma abençoada semana!
    Beijos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  3. Amiga querida!
    Nossa capacidade de superação e nosso talento nato para sair das dificuldades é algo admirável! Se tivermos fé então, nada nos impedirá de sermos felizes sempre!
    Bjs, muuuuitos!

    ResponderExcluir
  4. Passei pra dar uma olhada nessa blogagem
    Auto estima é fundamental para a prosperidade.
    Boa semana!
    Xeros

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga.

    Palavras ricas de sabedoria,
    que falam de uma mulher possível,
    e plena,
    que entende a vida
    encontra o seu sentido,
    e inspira outros sentidos,
    em quem passa por sua vida.

    Alegrias plenas para ti.

    ResponderExcluir
  6. Roselia, como você foi abrangente em seu texto! Quantas observações pertinentes, necessárias, a respeito do nosso papel, nosso potencial, nossa função! Parabéns pelo belíssimo texto! Inspiradíssima! Um beijo, Deia.

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pela presença em meu blog.Volte sempre.

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...