quarta-feira, 23 de novembro de 2016

VI Semana de Meditação Virtual: Silêncio (VIII)



Não resta dúvida: o silêncio é de grande importância para mim. 
Durante a última semana, com esta saída para New Haven, que foi cheia de discussões e diálogos, além de muitas conversas telefônicas aparentemente necessárias  e de uma série de conversas com os monges, cada vez mais, o silêncio foi deixando de ser parte da minha vida. 
Com a ausência do silêncio, desenvolvem-se as espécies de sentimentos de sujeira interior. 
De início, eu não sabia porque de certa forma sentia-me sujo, empoeirado e impuro, mas com o passar do tempo, fui percebendo que a causa mais importante para isto deve ter sido a falta do silêncio. 
Tomo consciência de que, com as palavras, sentimentos ambíguos, penetram em minha vida. 
Parece-me ser quase impossível falar sem ao menos tempo pecar. 
Mesmo na mais exigente discussão, introduz-se alguma coisa que parece poluir a atmosfera. Inexplicavelmente o falar diminui minha capacidade de vigilância e de abertura, torna-se mais egocêntrico. 
Após minha discussão com os estudantes, em New Haven, no último Domingo, senti-me não apenas cansado e exausto, mas também como se tivesse tocado em alguma coisa que não era para ser tocado; como se tivesse deformado alguma coisa ao falar a respeito dela, como se tivesse tentado pegar uma gota de orvalho. Depois, senti-me perturbado e não consegui dormir.
(Henri Nowen)

12 comentários:

  1. O silêncio por vezes fala mais do que as palavras.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Olá querida Rosélia, boa tarde!
    Encontro-me em muitos instantes do dia com o silêncio, gosto e tenho a pratica até como facilidade, pois moro junto a natureza, ambiente que facilita muito. Tenho ido tão pouco a São Paulo. Moro a 34km da capital. Gosto da cidade mãe, que é São Paulo. Acolhedora, embora, sempre acelerada. Mas, em termos culturais, São Paulo oferece um bom conteúdo, eu gosto.
    Por entre as palavras, também, encontramos espaços para o silêncio. As lacunas saltam por entre elas, as palavras, basta um olhar que tudo revela.
    Um beijo bella mia!

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde querida amiga.
    Um depoimento que nos faz olhar para dentro e perceber, que estamos constantemente nos empoeirando nesta vida que levamos, que muitas vezes não percebemos a ausência do silencio, do recolhimento e deixar que a mente se purifique.É preciso tempo para tudo e para o silencio é fundamental, pois nele é que encontramos os nossos mais puros e belos sentimentos, que precisam ser aflorados, por um mundo melhor, mais leve e mais justo até para com a gente mesmo.
    Belo dia de meditação Rosélia.
    Grato por nos proporcionar estes momentos.
    Bju no seu coração e que Deus esteja sempre presente.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite minha doce amiga, silenciar por vezes é a única maneira de escutarmos a voz do coração e do nosso interior, reflexão e paz fazem bem ao espírito e alma.
    Bjuivos no seu coração.
    Loba.

    ResponderExcluir
  5. Olá querida amiga! Nem sempre o silêncio é possível tamanho o barulho do mundo, mas é preciso buscá-lo para ouvirmos Deus, é de extrema importância para a nossa vida! Buscar o silêncio é preciso até mesmo numa roda de amigos para evitar que a boca fale aquilo que o coração não quer! Rezemos!
    Bjs, querida, Deus te ilumine sempre! =)
    (Se houver comentário duplicado, desconsidere este, por favor!)

    ResponderExcluir
  6. Bela postagem reflexiva, pois só conseguimos estar conosco e sentir a vida quando estamos em silêncio!
    Amei ler!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  7. inteligente texto, Rosélia, gosto muito do silêncio exterior, mas o mais difícil é nos libertarmos do barulho dos pensamentos, esses são os que impedem o encontro com nosso eu interior. é preciso também silenciar a alma, amiga, bjs

    ResponderExcluir
  8. Bom texto reflexivo.
    O silêncio é imprescindível, sem ele não nos conectamos como nosso interior e acabamos sendo levados e não seguindo os desejos internos.
    O barulho externos, sem que se perceba, atordoa e dispersa. Encontrar o seu próprio ponto de silenciar não é fácil, mas necessário. Bjs,

    ResponderExcluir
  9. O silêncio é uma necessidade para que possamos reflectir e apaziguar o nosso verdadeiro eu ,beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  10. Oi Rosélia
    Eu não vou concordar com você só para lhe agradar.
    Desde a hora que acordo até cair em sono profundo eu estou falando: nas minhas falas sai bobeiras assim como ajuda, levanto o astral dos meus amigos.
    Estou com dor, tive câncer e rio da vida e agradeço a Deus por essa alegria intrínseca.
    Não gosto de mentiras.
    Perdoa-me por ser feliz ao meu jeito
    Que Deus a abençoe
    Beijos no coração
    Minicontista2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa notie, querida!
      Vc faz muitíssimo bem pois agradar só a Deus, nosso Senhor!
      Meu filho teve câncer há um ano e é pior no filho do que em nós. Perdi minha tia pro câncer (meu pai e prima) e to aqui... com meus silêncios e barulhos...
      Deus é mais!
      Gostei muito da sua sicneridade pois aqui é um espaço livre onde todos nos entendemos e tenho amigos sensacionais que compactuam ou não do que posto...
      Confie em Deus que Ele te abençoara e te fará cada dia mais feliz com a mim e a todos que peçamos!
      Bjm muito fraterno

      Excluir
  11. Costumo dizer que o silêncio é antídoto da ira, não há fúria que cresça ante a voz do silêncio.

    Bom final semana querida.Que Deus nos abençoe!

    Bjs!

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...