terça-feira, 18 de agosto de 2015

Coplas Pela Morte do meu pai - 6 anos

(Bonfim- BA)


"Recorde a alma dormida
Avive o juízo e acorde,
Contemplando
Como a vida passada,
Quão calada a morte
Vem chegando;
Quão presto acaba o prazer:
Como, depois de acordado,
Fica a dor;
Como ao nosso parecer
Qualquer tempo passado
Foi melhor...
Nossas vidas são os rios
Que desembocam no mar,
Que é morrer,
Pra lá vão os maiorais,
Direitos a se acabar
E consumir.
Pra lá, os rios principais,
Pra lá, os outros medianos
E os menores.
Afinal, todo siguais,
Os que vivem do trabalho
E os senhores."

6 anos que o senhor se foi...

Pai
Era fino no trato, cortês...
Conversas interessantes tinha...
Não era avarento...
Interessado em mim, em minha saúde...
Morava longe do Brasil, levou-me vacinas e fiquei boa... 






6 comentários:

  1. E a saudade continua,não? bjs,. chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Amiga, linda e sentida homenagem a seu pai.
    Beijinhos fraternos.
    Ailime

    ResponderExcluir
  3. E a sdd fica... as vezes aperta né?

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. O que é coplas? Seria uma poesia, uma música? Beijos!Nunca vi, ouvi esse termo, Rosélia! Em compensação a poesia está linda!

    ResponderExcluir
  5. Oi Rosélia!
    Uma belíssima homenagem prestada ao seu pai, neste triste momento da vida.
    Beijos!
    Uma boa noite.
    Mariangela

    ResponderExcluir
  6. Oi Roselia! É linda mesmo a homenagem. Eu também não sabia o que era Coplas, busquei na internet e encontrei o significado. Beijo! Renata

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...