sábado, 1 de agosto de 2015

Círculo Infinito


Na Unidade do Círculo Infinito

"Ó Deus escondido, meu coração fica desconcertado
Em Tua Presença
É a hora de velar com minha ignorância
Sob a única e pura estrela da fé.
É a hora de velar diante das portas de mim mesma
De mim como uma torre fechada por todos os lados
Torre da qual Jesus construiu as muralhas secretas
Sem que nenhuma luz mostrasse seus passos
Nosso Deus de piedade reparados de nossos desastres
Ignoro o que realiza
O que me dá, o que obtém
E como transforma o pecado em luz
Esta imagem de mim mesma que Deus faz em mim
Só Ele a conhece porque não a quer assim
De trevas sagradas cobre meu espírito
Ó céu divino que em minha alma queira para deificá-la
É a hora na qual posso tocar o que a fé encerra
Vamos velar diante das portas eternas
Durante a longa noite
Até o dia em que Deus dirá à alma
Para entrar em si mesma e Nele."

2 comentários:

  1. Um 'poema-orante' belíssimo que nos leva a meditar na vida, na fé, na existência Dele e nossa.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Olá td bem por aqui?
    Voltando e fazendo a festa no meu Blog passe por la
    ficarei feliz com sua visita, desejo um final de semana feliz
    Abraços com meu carinho de sempre

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...