quinta-feira, 4 de junho de 2015

Cantinho Espiritual do Leitor- Mauro


Obrigada, querida Sil,  pelo lindo mimo...



Participa hoje o nosso amigo Mauro do blog:


http://eumauroms.blogspot.com/



Contam que um monge vivia sozinho numa ilha.
Uma camponesa atravessava o rio para lhe levar o café matinal.
Certo dia, o monge reclamou:
-Por que você demora tanto para chegar com o pão, o leite e o cafe?
-Os barcos atrasam demais e eu só posso chegar a essa hora.
-Por que precisa de barco? Faz uma oração forte com toda fé e atravesse o rio,andando sobre a água.
desde então, o monge ficou admirado com a pontualidade e perguntou:
-Como é que você consegue chegar tão cedinho de manhã?
-Estou fazendo o que o senhor me ensinou.
-Fazendo o quê?
-O senhor me disse para rezar com confiança e andar sobre a água. É o que estou fazendo.
 O monge ficou boquiaberto. Prometeu fazer o mesmo. No dia seguinte, lá estavam os dois à beira do rio.
A jovem fez o sinal da cruz, rezou com toda concentração e saiu andando leve sobre a água.
O monge logo arregaçou o hábito e meteu-se na água. Em três tempos afundou.
A jovem voltou para socorrê-lo.
-Eu sabia que o senhor ia afundar.
-Como? Espantou-se o monge.
-Quando vi que o senhor arregaçou o hábito, percebi que não tinha fé porque estava com medo de molhar-se.


Partilhemos sobre a mensagem:

Que bom?


Que tal?



Obrigada, Mauro...

Participaram neste ano:






















Tapetes de Corpus Christi das Cidades de Noale e Spello (Itália)...


4 comentários:

  1. Excelente!! Quantas vezes não temos fé nas mais diversas situações!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Célia
      Verdade!!! Pensar que se a tivéssemos, seríamos felizes e integrados...
      Obrigada por interagir...
      Bjm fraternal

      Excluir
  2. Roselia, tudo bem minha amiga?
    Impressionante esse texto, eu ainda não o conhecia.
    Mas conheço um bem parecido, que é muito difundido no meio Protestante:

    Certa vez, em uma cidade judiada pela seca, um pastor resolve fazer campanha junto a todos os membros para orarem por chuva no monte.
    Todos os fiéis compareceram, inclusive, um garoto com um guarda-chuva.
    Os fiéis, vendo o garoto com o guarda-chuva, começaram a dar risadas e perguntar o porquê de ele estar carregando aquilo.
    E eis que o menino responde: "Não vamos orar por chuva, não quero me molhar na volta, ué!"

    Não são bem essas palavras, deve ter em algum site por aí, mas estou contando de memória o que um pastor relatou em meio ao culto. Isso é ter fé, seguir adiante por mais que as circunstâncias digam NÃO.

    Beijos e um ótimo feriado para ti. :))))

    Rivotril com Coca-Cola

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Mi
      Sen-sa-cio-nal!!! Confesso que não o conhecia...
      A fé é confiar no que nao se vê porque o Senhor o fará, certamente!!!
      Obrigada por interagir...
      Bjm fraternal

      Excluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...