domingo, 24 de maio de 2015

Tu que Andas Sobre a Neve

(Guaraparai- ES)

Agora, quando a noite é tão pura e não há ninguém senão Tu,
Dize-me quem és.
Dize-me quem és e que água tão pura treme em toda minh'alma,
Dize-me quem és e por que me visitas,
Por que desces até mim, que estou tão necessitado,
E por que te afastas em me dizer teu Nome,
Agora, quando a noite é tão pura e não há ninguém senão TU.
(Leopoldo Panero)

4 comentários:

  1. Muito linda poesia e foto! beijos, ótimo domingo! chica

    ResponderExcluir
  2. Olá, Rosélia, como vai? Perdoe a ausência dos últimos dias e agradeço suas visitas, sempre bem vindas. Lindo escrito, linda foto... uma súplica, ao que me parece, de alguém que encontra conforto nos braços Dele. Abraço, lindo domingo!

    ResponderExcluir
  3. Uma poesia bem reflexiva de Leopoldo Panero.
    Adorei Rosélia
    Bjs e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. Olá Rosélia,
    Palavras lindas, sublimes, que só Ele pode inspirar!
    Beijinhos fraternos.
    Ailime

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...