segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

No Topo do Valor da Vida (II)



"Saiu a esmo, sem rumo, mas cheio de esperança.
Olhava atento para todos os lados, mas sua ovelha estava muito longe.
O sol queimava seu rosto e as dunas de areia tornavam-se carrascas dos seus pés.
À noite, o frio do deserto agredia seu corpo desprotegido.
Passou vales e montanhas e não a encontrava.
Mas Ele não desistia.
A fome triturava as entranhas do seu ser e a sede rachava seus lábios.
Contudo, em nenhum momento, pensou em recuar.
Estava profundamente fatigado.
Arrastava os pés no chão.
Gritava continuamente por sua ovelha, mas ela não o ouvia.
Lembrava-se dos gestos dela e chorava sem lágrimas.
Os olhos secos e ofuscados quase não enxergavam.
Enquanto caminhava não admitia a ideia de que ela tivesse morrido de sede, fome ou devorada.
Se não vir seu pequeno corpo inerte na areia, não retornarei, pensava..."


(Continua...)

7 comentários:

  1. Linda verdade no pensamento inicial e bela história! bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Que o nosso coração se abra a esse amor, que deixemos nos encontrar por Ele para vivermos bem, em paz e felizes! Assim seja!
    Bjs e uma semana abençoada pra vc, minha amiga! =)

    Vivendo e Aprendendo
    Fotos e Prosas

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Rosélia.
    Talvez os olhos não enxerguem, mas no fundo a alma saiba o que precisamos fazer.
    Certamente procurar a esmo é muito complicado, mas deixar de caminhar é mais complicado ainda.
    Ele precisará buscar a sua ovelha até encontrar ou desistir por saber não encontrá-la mais, ao menos, nessa dimensão.
    Tenha uma semana de paz.
    Beijos na alma.

    http://refugio-origens.blogspot.com.br/2015/02/solta-entre-nuvens-by-patricia-pinna.html

    http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/2015/02/um-dia-por-vez.html

    ResponderExcluir
  4. Uma grande verdade amiga Rosélia,existem coisas que vemos,mas não desejamos
    enxergar.
    Adorei o texto com muita reflexão.
    bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. O orgulho por vezes não permite que a gente volte atrás.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Lindo, amiga!
    A esperança sempre a movê-lo! Ele jamais desiste dos seus fins
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  7. Poder ver e avaliar as verdades ainda que nos doam é uma arte valiosíssima!
    Abraço.

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...