sábado, 20 de dezembro de 2014

Refletindo no Advento (VII)



O que me faz medo?

O que me faz mais medo?

O que me impede de ser mais humana?

Reencontrar o meu desejo essencial... saúde... 
Sofrer, ter dificuldade... provas podem ser superadas...
O medo provoca tempestades...
O desespero me faz sucumbir...
Aceitar o desejo que habita em mim... afastar o medo..
Dimensões enormes me assustam...
Jonas: pomba com asas aparadas (Jonas em hebreus)
Corto minhas asas.

Medo de ser diferente dos outros... medo da diferença... medo de ser único... permanecer deitada... adormecida... não transcender... não vir ao Transpessoal...
Não querer escutar...
Ir no sentido contrário à minha voz interna..
Fugir da identidade...
O medo implica em consequências nefastas... 
Redemoinhos me fazem medo...
Medo, dúvida, cansaço de falar de Deus, de falar do Absoluto, de falar do Transpessoal...
Ultrapasso meus medos...
Não mais recuar... de jogar-me na água como Jonas foi jogado..
Água e mar: símbolo da SOMBRA...
O que recuso, o que me causa medo?
Tenho medo de saltar para o desconhecido...
Atravessar minha própria sombra....
O que a vida quer de mim?
Acalmar-me!
Não ter medo do monstro marinho (baleia de Jonas)
Ser heroína (enfrentar o monstro do meu medo)...
Tenho medo da força do Amor (me atrai e me faz medo)
Minha maneira habitual de viver...
Tenho medo de mudança...
Continuo na repetição...
Tenho medo do desconhecido
Não quero arriscar
Aprecio a consolação
Narcisista (Tarsis- viagem a Nínive- inimigo)
Não posso mais fugir
Não tenho mais saúde 
Olho de frente, mais medo e mergulho no mar... enfrento meu inconsciente e seus monstros...
O combate do herói é o que encara os medos para ir mais longe
o que minha mãe queria para mim pode ter me produzir muitos medos...
O combate do herói é o que encara os medos de frente...







3 comentários:

  1. Aproveito esta visita para Lhe desejar e aos Seus um Feliz Natal e um Ano Novo melhor

    ResponderExcluir
  2. Querida Rosélia, embora tenha passado por aqui e não deixado comentários, pois o tempo e parente doente para cuidar tem me impedido, sempre venho ver seus lindos poemas e textos assim como esse, emocionante e tocante. Quero agradecer o carinho de sempre e deixar meus votos de um Santo e Feliz Natal e um Ano Novo Maravilhoso com muita luz, paz, saúde e grandes realizações a você e toda sua família. Beijinhos. Até a volta

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...