sábado, 18 de outubro de 2014

O Imperialismo da Modernidade


O imperialismo da modernidade não é senão uma contracultura; um contra religião e só pode resultar em uma catástrofe. A situação é humanamente irascível.
Enquanto na Idade Média se queria uma supremacia da alma  pelo espírito; um mundo harmonizado para cima, cujos ritmos e estruturas que não podem ser compreendidas pelos historiadores modernos (estranhos a tudo o que ultrapassa o mundo sensível) a Renascença múltipla, perturbadora, horizontal, voltada para oaforma, criou rupturas cujo resultado é um interesse crescente pelas coisas da terra e conduziu ao triunfo de uma teocracia absolutamente centralizada... 
É pela poesia que as civilizações se constroem, é pela sua ausência que elas param de brilhar.
(Silouane)


Viva a Primavera!!!

3 comentários:

  1. Quando se olha com olhos de poesia... tudo renasce para o bem de todos... Falta sensibilidade e bom senso para muitos!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. O olhar insensível, leva à desgraça de um povo.Como seria bom, se esta nossa nação tivesse o nosso Deus como Senhor!
    Ótima postagem!
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rosélia, como vai? Concordo que hoje falta poesia para alimentar a alma. Há os bens materiais, as coleções de pessoas, mas para o vazio interior que se instala, só mesmo trazendo o belo para a alma evoluir. Um abraço!

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...