segunda-feira, 21 de abril de 2014

Inocente ou Culpado?




Uma lenda antiga

Conta uma antiga lenda que, na Idade Média, um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher. Na verdade, o autor era pessoa influente do reino e, por isso, desde o primeiro momento se preocupou um ‘bode expiatório’ para acobertar o verdadeiro assassino.
O juiz, que também estava combinado para levar o pobre homem a morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse sua inocência.
Disse o juiz: ‘Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor; vou escrever num pedaço de papel a palavra INOCENTE e no outro pedaço a palavra CULPADO.  Você sorteará um dos papéis e aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidirá seu destino’, determinou o juiz.
Sem que o acusado percebesse, o juiz preparou os dois papéis, mas em ambos escreveu CULPADO de maneira quem, naquele instante, não existia nenhuma chance de o acusado se livrar da fúria. Não havia saída.
Não havia alternativa para o pobre homem. O juiz colocou dos dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um. O homem pensou alguns segundos e pressentindo a ‘vibração’ aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou na boca e, engoliu. Os presentes ao julgamento regiram surpresos e indignados com a atitude do homem.
“Mas o que você fez? E agora? Como vamos saber o seu veredito?”
É muito fácil! Respondeu o homem. “Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o contrário.
Imediatamente o homem foi liberado.

Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar até o último momento. Saiba que para qualquer problema há sempre uma saída. Não desista, não entregue os pontos, não se deixe derrotar. Persista, pois eu estou torcendo por você. Vá em rente apesar de tudo e de todos, creia que pode conseguir.

(Autor que desconheço)

3 comentários:

  1. Olá, Rosélia! Que saída interessante ele encontrou... é verdade, às vezes parece que tudo desmorona ao nosso redor, nos vemos encurralados, mas sempre há um meio de superar as dificuldades. Só mesmo a saúde é um bem a ser preservado porque nem sempre conseguimos recuperá-la. Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Não julgueis, para não serdes julgado... Ouça primeiro com atenção. Olá minha amiga, espero que tenhas passado um dia páscoa junto aos teus com muito amor e verdadeiro renascimento, hoje venho te convidar a participar de mais uma Colcha de Retalhos de Amor em homenagem ao Dia das Mães. Um enorme e saudoso beijo.

    ResponderExcluir
  3. Muito boa essa história e "perceber a vibração" é para mim um cochicho do Espírito Santo. Quantas vezes ele me cochicha algo e eu não obedeço! Ai, ai, ai! Lindo aqui e no Pentecostes! Amei! Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...