terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Lenda Mexicana


O cacto vivia sozinho no deserto, preocupado, angustiado, depressivo.
- Qual o sentido da minha vida?
Sou a planta mais feia, não posso oferecer nem folhas, nem frutos, nem sombras, apenas espinhos e mais espinhos.
- O que posso fazer de bom na minha vida?
Urubus voavam em círculos lá em cima, murmurando.
Você não pode fazer nada.
Você nasceu para ficar mais feio a  cada dia que passa.
Finalmente, o cacto envelheceu e lamentou-se.
- Oh! Meu Deus, tanto quis, tanto tentei, agora parece tarde demais para fazer qualquer coisa.
Exatamente neste momento, uma flor gloriosa desabrocharia. O deserto floresceu.
Borboletas e pássaros pousaram para admirar sua beleza.
E o cacto ouviu uma voz:
- O coração que sabe esperar sempre comunica algo maravilhoso para  o mundo.

4 comentários:

  1. Olá querida Rosélia,

    Gosto muito de lendas. As lendas trazem grandes ensinamentos e ainda são prazerosas de ler.
    Esta que você trouxe é fantástica em sua mensagem. Há tempo para tudo e é preciso saber esperar e perseverar. A paciência é algo a ser exercitado a cada dia.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  2. Nós de volta das férias!
    Iremos colocar as leituras e novidades em dia, pois ainda temos muitos blogs para visitar, depois iremos comentar com a razão, agora falamos com o coração.
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Oi Rosélia,
    Essa lenda eu não conhecia, adoro flor de cactos.
    Adorei a escolha
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  4. Olá Rosélia:
    Paciência é um dom e virtude de poucos.
    Saber exercitá-la é um dever de todos nós.
    Aproveito pra te avisar que tem uma TAG te esperando lá no meu blog.
    http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/2014/01/tag-10-blogs.html
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...