sábado, 21 de setembro de 2013

Ser Feliz na Enfermidade


Era uma vez um médico que viu um doente idoso que já não dava sinais de cura no hospital.
Passavam os dias e ele parecia estar resignado a morrer o mais depressa possível.
Por mais que as enfermeiras o animasse, só com muita dificuldade e paciência, conseguia que ele oferecesse uma palavra ou um sorriso.
Certo dia, ao passar pelo corredor, o médico ficou surpreendido ao vê-lo animado, com bom aspecto e a ser ajudado pelos familiares a levantar-se da cama sorrindo de satisfação, o médico pergunta-lhe: "Então, o que lhe aconteceu? Ainda na passada semana estava tão desanimado e hoje está totalmente diferente?"
Perante as perguntas, o idoso sorriu e disse-lhe:
- Tem razão!
Alguma coisa aconteceu: o meu netinho veio cá ontem visitar-me e disse-me para voltar depressa para casa, pois precisava da minha ajuda, precisava que o ajudasse a remendar o pneu da bicicleta.



Lembrei-me, ao ler essa história, que, um dia, o meu netinho me disse:
- Vovó, você vai não morrer  logo, né?
Eu lhe disse:
-Não, meu benzinho, vai demorar muito...
Isso me deu  novo ânimo de viver por ele também...

3 comentários:

  1. Que amor de história, netinhos encantam! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Adorei! Bom fim de semana para ti, amiga.
    Bjoka!

    ResponderExcluir
  3. O ciclo da vida vai trazendo os netos para fomentar a vontade de continuar vivendo. Aliás, ninguém vive bem sem ter por quem ou por quê. Belas histórias, um abraço!

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...