quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Deixar-se Tocar Pelo Sagrado (IX)


Esta força não se manifesta aqui sem mais nem menos. Ela se cristaliza no interagir com minhas outras forças e tendências. É marcada por outras forças e inclinações, aproveita-se delas. para que eu seja integralmente uma pessoa humana e, portanto, para tornar-me santo, eu tenho que, no processo de minha formação, levar em conta e valorizar tudo quanto me constitui, inclusive os meus lados sombrios.

Ser santo não significa pois, viver cantando aleluias, não significa executar ritos litúrgicos com cara triste e solene, nem viver sempre falando de Deus ou pensando no Céu. 
Ser santo, tornar-se santo, significa antes, eu compreender-me inteiramente como criatura de Deus, que me quis assim como eu fui criado. 
Deus fica alegre quando eu permito que se desenvolva em mim o que Ele  colocou em mim. Disto faz parte minha faculdade de pensar, de cheirar, de sentir sabor, de tocar, de ser  receptivo para o mistério, para o Inteiramente o Outro!


Saber sofrer com o outro e assumir a responsabilidade por mim e pelos outros; saber admirar-se e ser tocado por alguma coisa.



Tornar-te livre- interior e exteriormente- de tudo quanto te possa prender.

Em meio às preocupações e condicionamentos quotidianos, podes fazer a experiência de seres livres.
Na mesa de operação, nas dores crônicas, nos períodos de desespero ou de pressão.


Te permite enfrentar o que te oprime neste momento...



Perceba a Presença de Deus e o poder senti-la. Neste momento vale o que se pode ler no livro do Êxodo:



"Tira as sandálias dos pés, pois o lugar onde estás é chão sagrado"...



Continua a série amanhã...



Sigo postando minha viagem ao Pantanal:







Clique aqui... é para você se sentir em casa:


2 comentários:

  1. Lindo te ler e vamos indo contigo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Esse poder ser livre encanta. Logo depois da morte do Tony, indo sozinha para a igreja, senti uma alegria enorme quando veio em meu pensamente a sensação de estar livre para eu amar mais a Jesus, dedicar-me inteiramente a Ele! O sentimento de liberdade, sentido foi prazeroso demais. Pe. Fábio de Melo também nos faz enxergar muito "o sagrado" Um abraço!

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...