quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Cuidado


Despertar o cuidado 
(Anselm Grün)

Tudo o que faço recebe significado mais profundo pelo cuidado.
Quando caminho, com atenção, e, com cuidado, abre-se para mim o mistério do caminhar. Sinto então o caminhar com alegria da minha vida.
Despertar significa não se contentar mais com o véu das ilusões que colocamos sobre todas as coisas mas olhar para trás de tudo para descobrir a verdadeira realidade da vida.
Debaixo de cada pedra há um mistério escondido. Aquele que vive com cuidado e atenção vai encontrá-lo.
Passar, conscientemente, pela porta quer dizer isto: deixar todo o resto para trás e entregar-me totalmente ao espaço que a porta me abre...
Faz-se necessário, sobretudo, o cuidado com os pensamentos e sentimentos, como as emoções e paixões que gostariam de penetrar em nós e determinar nossas palavras.
Vigiar os pensamentos é importante exercício da vida, pois tudo começa com o pessoal. Os pensamentos podem ser salutares, mas também podem nos prejudicar muito.
Tenhamos bons vigias da porta que leva ao nosso coração e da língua- a porta para fora, da qual saem, muitas vezes, palavras impensadas que não fazem bem nem a nós e, muito menos, aos outros.
Quem é incapaz de relacionar-se com outras pessoas não vê o mistério que há nela. Não atenta para as moções da sua alma.
Quando sentir a relação, você vai tratar as coisas com todo o cuidado.
Conheço um marceneiro que falava, com entusiasmo, sobre o que percebia na madeira de uma árvore. Ele estava em relação com a madeira. Ele a tratava com respeito.
Para ele, era preciosa e digna de ser amada.
Quem atravessar, com atenção, um bosque na época da primavera, perceberá o milagre das cores que esta estação coloca diante dos seus olhos... Para a pessoa cuidadora não há necessidade de longas e longínquas viagens. Um simples passeio contém tudo o que deseja e satisfaz o coração. 
Ser cuidadoso é a arte de falar e aqui conforme o coração, corretamente, e manifestar, em sintonia consigo e com os outros, o que está em seu coração.
Sinto-me outra pessoa. Estou totalmente no presente e sinto-me com vida.
Renuncio à vontade de combater os meus pensamentos.
Eu me dou conta deles e os deixo em paz. Então eles se desfazem por si ou se transformam. De qualquer modo, já não serei presa fácil deles.
Eu tomo alguma coisa na mão. Eu coloco sobre ela minha mão protetora.
Aquele que possui ternura sente-se unido a tudo que toma nas mãos.
A pessoa cuidadora e atenciosa sente-se um com tudo. Sente-se parte e participante do mundo, das coisas e da humanidade.
A ternura conosco e com os outros é fruto do esforço constante; ela se manifesta no cuidado e atenção que dispensamos a tudo o que existe.
Cuidado, atenção e ternura são, para mim, portas da vida consciente e verdadeira.
Preste atenção para não jogar fora, por descuido, esse tesouro...
Mas guarde-o, com cuidado, e procure dividi-lo com as pessoas que for encontrando no caminho da vida.


6 comentários:

  1. Somos cuidadores de nossa própria vida, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  2. Cuidado, carinho, atenção ,respeito andam junto(ou deveriam)...

    Lindo texto) beijos,ótimo dia! chica

    ResponderExcluir
  3. Acredito que o cuidar, o cuidado seja um dos elos perdidos, senão o mais importante dos dias de hj. Já reparou como a maioria dos jovens não é orientada a aprender a cuidar? Seja de si mesmo, de um animal, de outro irmão ou avó?

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, linda postagem,falar de cuidados e saber cuidar com ternura e paciência é uma raridade hoje em dia, as pessoas estãos preocupadas apenas consigo mesmo que mal conseguem olhar ao redor e perceber o outro ou seja o próximo. Que possamos servir mais e cuidar mais de quem precisa. Um abraço Regina.

    ResponderExcluir
  5. Minha querida,

    Agradeço o seu carinho e atenção com que sempre nos presenteia,

    Isso sim pé cuidar,

    Obrigada, meu abraço

    Renata

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...