segunda-feira, 30 de julho de 2012

O Amor Romântico



Dr. Branden, com licença, mas gostaria de lhe fazer uma pergunta pessoal. 
- O AMOR ROMÂNTICO não o assusta?
- Por que me assustaria?
O senhor está com cinquenta anos. Não se espera que pessoas dessa idade falem em amor romântico com tanto ardor. Tenho só vinte e oito...
Penso em todas as cosias que podem dar errado- como a pessoa me deixar, apaixonar-se por outra pessoa ou afastando-se por questão de trabalho ou então o outro morrer...
É tão assustador!
O senhor já viveu uma tragédia em sua vida...
E está começando um novo relacionamento agora... não sei de onde vem essa coragem, sim coragem é a palavra certa...
Acho que não quero paixão na minha vida, não quero intensidade, não quero ir fundo... Penso que, para mim é segurança que vale... 
O doutor lhe disse:
- Você está dizendo que para você é mais importante evitar a dor do que sentir alegria?
Então comentei: 
- Bom, essa é uma escolha, não é?
Além disso, do modo como o senhor escreveu, o amor é uma responsabilidade... exige muito de nós...
- Sim, de fato, concordei...
Sei que parece uma coisa horrível, ele confessou, mas estou certo de que quero essa espécie de responsabilidade, finalizou...
Caso o leitor considere o amor romântico sinal de imaturidade, neurose...

Leia o livro:
Auto estima, liberdade e responsabilidade
(Nathaniel Branden)

A autodisciplina de se comprometer e ser feliz...

"A JUSTIÇA PODE FRACASSAR UMA VEZ NA VIDA, MAS, AO FINAL, TRIUNFA NO TRANSCURSO DA HISTÓRIA".


9 comentários:

  1. Bbom dia, passando para retribuir sua visita e seguindo tbem. Boa semana. Bjs na alma

    ResponderExcluir
  2. Sou do tempo e daquelas que acreditam no amor romântico!

    ResponderExcluir
  3. O amor romântico dá um colorido especial em nossas vidas. E aquele q não se aventura pq tem medo de sofrer, tb se nega a ter momentos de felicidade.
    Rosélia, meu blog comemora hoje 2 anos. Estamos em festa e esperamos sua visita para comemorar conosco. Muita paz!

    ResponderExcluir
  4. Acredito no AMOR verdadeiro, naquele carregado de gentilezas e de trocas de respeito e companheirismo.
    Sempre excelentes questões por aqui. Abraços

    ResponderExcluir
  5. Que lindo amiga!
    Deve ser muito bom este livro, pois já li este autor ele é perito em PNL, programação neurolínguistica, penso que é o mesmo. Bjs. Ieda.

    ResponderExcluir
  6. Hoje em dia é tudo muito prático, muito rápido e muitos se esquecem do romantismo... eu não sei viver sem romantismo.... a doçura de um gesto de amor é um alimento pra minha alma....
    O livro parece ser interessante.

    Uma ótima semana pra vc.
    Beijos, querida Rosélia!!!

    ResponderExcluir
  7. Então, Rosélia.... que sintonia agora...
    E eu vivendo um momento romântico como jamais poderia imaginar...
    É Deus agindo em minha vida, depois de tantas tempestades, tantas dores, sofrimentos, choros.... agora o romance que vale a pena!
    Amém!!!

    ResponderExcluir
  8. Gostei. Gostei principalmente da dica do livro.
    Acredito muito no amor,
    Não é o quanto fazemos, mas quanto amor colocamos naquilo que fazemos. Não é o quanto damos, mas quanto amor colocamos em dar.
    Madre Teresa de Cálcuta

    Beijos
    ps as fotos estão lindas/!

    ResponderExcluir
  9. acredito no amor e nas pessoas , sempre ! boa semana! bjo

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...