quinta-feira, 21 de junho de 2012

Sabedoria que Brota do Cotidiano (XI)



Uma vez, quando Abba Arsênio ficou doente, foi levado, pelos irmãos, até a igreja e colocado numa cama com um pequeno travesseiro sob sua cabeça: um conforto inaudito por Monges daquele tempo.
Um Monge tinha vindo procurá-lo para Direção Espiritual quando o viu deitado numa cama, com um pequeno travesseiro sob a cabeça e ficou chocado.
É, realmente, o Abba Arsênio este homem deixado dessa maneira?
Então, um dos Monges chamou-o à parte e lhe disse.
- Na aldeia onde você vivia, qual era o seu ofício?
Perguntou:
- Eu era pastor...
Respondeu o visitante.
- E como você vivia então?
Continuou o Monge.
- Eu tinha uma vida muito dura...
Respondeu o visitante.
Então disse o Monge:
- E como você vive na sua cela agora?
E o visitante disse:
- Oh! Agora estou bem confortável.
Então o Monge lhe disse:
- Vê o Abba Arsênio?
Antes de se tornar Monge, fui pai do imperador. Enquanto você esteve no mundo como pastor, você não desfrutava das comodidades que tem agora, mais ele não leva mais a vida suave que tinha no mundo. Portanto, você está sempre cômodo enquanto ele está sempre sem conforto. O visitante prostrou-se dizendo:
- Pai, perdoa-me por haver pecado. Verdadeiramente, o caminho que este homem segue é o caminho de verdade, pois conduz a humildade, enquanto o meu conduz ao conforto.
E o Monge se afastou edificado!

(D. Chittister, OSB)


4 comentários:

  1. Sempre lindo passar e te ler!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Rosélia, saudades de você! Esta série que vc está postando é muito bacana! Que bom que vc as partilhas conosco! Logo eu que gosto tanto de conforto físico, foi uma bela chapuletada. Grande abrço, onde quer que vc esteja!

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga, lindo esse texto. Beijocas

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...