quarta-feira, 20 de junho de 2012

A Sabedoria que Brota do Cotidiano -(X)


Um dia, um santo Monge estava vindo ao povoado para vender alguns pequenos artigos e comprar o alimento do qual vivia.
Um paralítico que estava à beira, lhe perguntou:
- Aonde vais, Mestre?


E, quando o Monge respondeu que estava indo ao povoado, disse o paralítico:
-Poderia fazer o favor de me levar contigo até lá?
Então o Mestre carregou o paralítico até o povoado.
Depois o paralítico disse:
- Podes deixar-me onde vendes tuas mercadorias.
E o Mestre assim fez.
Quando o Monge vendeu um artigo, disse o paralítico:
- Por quanto o vendeste?
E, quando o Monge disse o preço, o paralítico retorquiu:
- Poderias comprar para mim um bolo com esse dinheiro?
E assim fez o Mestre.
Quando acabou a hora da venda...
- Agora chegou ao lugar onde o Mestre tinha encontrado o mendigo paralítico.
Este lhe disse:
- Estás plenificado com as bênçãos divinas no Céu e na Terra.
E desapareceu.
Então o Monge compreendeu que o paralítico era um anjo enviado para experimentá-lo, tanto no espírito como no corpo.

(D. Chittister, OSB)

4 comentários:

  1. Na vida surgem oportunidades e situaçõe suq as vezes não podemos e nem sabemos como explicar.
    Então é olhar para o céu e entregar tudo nas mãos de quem sabe.
    Bjos e uma boa semana
    Estamos te esperando na festa do blog

    http://www.ideiascompartilhadas.com.br/2012/06/12-rosas.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Rosélia!
    Interessante, bom para refletir! Acho que entra e sai pessoas de nossa vida assim como anjos para nos testar.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga, Deus está sempre onde menos esperamos, para nos testar e ver se realmente merecemos ser seus filhos. Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Querida, Rosélia.
    Quantos anjos nos visitam...
    Lindo texto para internalizar e inspirar nossa alma.
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...