quinta-feira, 19 de julho de 2012

O Menino do Dedo Verde (IV)


Hoje, termino a série do livro que me encantou ao  lê-lo...
O Menino do Dedo Verde- Maurice Druion- tradução de D. Marcos Barbosa, OSB

Desgosto: o sol perde o brilho... o prado se torna escuro... o ar difícil de se respirar...
Incômodo que as pessoas grandes pensam que só elas sentem... mas que, as pessoinhas da idade de Tistu sentem também...
Curiosidade: Mesmo quando a gente está não muito cansado, ela atrai...
Os homens são muito bobos ao procurarem se prejudicar uns aos outros, como fazem constantemente...

Ser:
Glicínia
Abrunheiros
Flor do campo
Orquídea
Peônia
Hortênsia
Gerânio
Jasmim

Gotas de orvalho cintilam sobre s sua relva?
Rosa chá...
Botões escondidos para fazê-los abrir quando ninguém espera...
Anjo e sua função: despoluir, humanizar... reintroduzir o mundo cinza e enlutado...
Reverdecimento e a alegria retomam o nosso coração...
Florescer!
Transformar pólvora em flores...

Você tem polegar verde.

EU TENHO...

Sabe o que é?
Ah! É uma qualidade maravilhosa... Um verdadeiro Dom do Céu... Você sabe: há sementes por toda parte... não só no chão... mas também nos telhados das casas... no parapeito das janelas... nas calçadas das ruas... nas cercas e muros...
Milhares e milhares de sementes... que não servem para nada... Estão ali esperando que um outro asa carregue para um jardim ou para um campo...
Guerra é uma espécie de tiririca que se alastra pelo globo...

Vamos ser "jardineiro" comigo?


2 comentários:

  1. Que os anjos abençoem a todos beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  2. A amizade é um dom; um presente de Deus…
    Assim como quando recebemos um presente somos surpreendidos,
    porque na maioria das vezes não somos nós quem o escolhemos,
    apenas o recebemos.

    Feliz Dia Do Amigo!

    beijooo.

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...