quinta-feira, 15 de setembro de 2011

MINHA MORTE - BCFV



Blogagem Coletiva sobre as FASES DA VIDA, promovida pelos Blogs:
Espiritual Idade
Naco Zinha Brasil
Publicar para Partilhar



MINHA MORTE... DIÁRIA... PARA O AMOR... PELA SAUDADE DO MEU CORAÇÃO... PELOS QUE NÃO NASCEM...

"Espírito Santo, concedei-me o dom da FORTALEZA, para que eu despreze todo o desrespeito humano, fuja do pecado, pratique a virtude com santo fervor e afronte com paciência e mesmo com alegria de espírito, os desprezos, prejuízos, perseguições e a própria morte, antes de renegar por palavras ou por obras o meu amabilíssimo Senhor e Salvador, Jesus Cristo."



HOJE VOU FALAR RESUMIDAMENTE:
Será o post dessa blogagem mais reflexivo e para meditação... mais curto... que me dê espaço para mim...
Na vida não tive meu próprio "pedaço"... meu quinhão...
Vivi sempre de migalhas... sobretudo migalhas de amor... quando sobrava um tico... um naco... para mim... eu me regalava um pouco.... de tão pouco que era...

MINHA MORTE DIÁRIA...
Ela acontece no meu sofrimento cotidiano... solitariamente vivendo... incompreendida por ser defensora de um modo de vida pessoal... uma opção que me deu de presente o Senhor da VIDA... por ter medo de tantas coisas... medos não infundados... medos esses que vem de uma vasta experiência profunda de seres humanos...
Da profunda falta de amor que habita no fundo do coração do ser humano criado pelo AMOR e feito para o AMOR... pelo DEUS QUE É AMOR... mas que não exala, necessariamente, o que VEM DO ALTO...


Mas aprendi que:

"Nada podemos levar, nem sucesso, nem nossos haveres e nem as pessoas que amamos. Só podemos estender nossas mãos vazias e entregar-nos a braços acolhedores.
Cientes da morte, poder viver resignados, mantendo uma distância correta das coisas.
Nosso trabalho, nossos bens, as pessoas que nos cercam, tudo recebe sua medida exata. Viver com a morte significa também viver conscientemente e bem o momento presente, sentir o que é a vida em última análise: um presente. Não se trata de uma conquista nossa".
- Anselm Grunn






MINHA MORTE para as delícias que Deus criou para cada um de nós:
Agora... deixei para falar da minha morte para o amor...
Ela tem tempo... era eu tão novinha... quando o amor me foi tirado do coração... brutalmente arrancado de mim... O AMOR FOI MORTO DENTRO DE MIM...
Mesmo que o tempo se encarregue de renovar essa dor... ainda a sinto forte dentro do meu peito... como se em mim estivesse cravada uma espada...
Meus olhos estão cheios de lágrimas porque o amor morreu para mim... há anos e anos...
Meu coração esteve num luto eterno...

Havia dor e muita tristeza em meu ser...
Sei que me compreenderão, meus queridos...
Sei quem é amigo de verdade...
O que ofende... magoa... TRAI... mata a pureza dentro do nosso ser... é egoísta a ponto de só pensar em si... nos seus interesses... também reconheço, claro!


Essas são algumas das minhas mortes diárias... e da vida afora... as mais fortes...
Sempre disse que depois de morta ninguém precisaria mais chorar à beira do meu caixão...
Aí será tarde... eu não poderei mais dizer: eu te amo...
AINDA EM VIDA...
E será uma pena!
Perderá o sabor do meu amor... verdadeiro... puro e cristalino...
Me perderá... porque eu também estarei morta para essa pessoa... e para sempre...
SE QUEREM FAZER-ME UMA SANTA DEPOIS QUE EU MORRER...
Digam apenas de mim que:
"Toda a minha vida tratei de ser melhor"...
Só isso e nada mais...
Sou simplesmente uma serva inútil...

Senhor Jesus, que eu nunca morra para a necessidade do meu próximo!





Quero, enfim, fazer uma memória póstuma a todos os "fetos"
que foram brutalmente arrancados... sem nenhuma chance de se defender...
Assim como nós de algumas pessoas em muitas ocasiões...
AOS QUE NUNCA PUDERAM CRESCER! (Aqui podemos fazer um minuto de silêncio pelos que não têm a possibilidade de crescer porque são interrompidos pela sua genitora ainda que por pressão)...



ENQUANTO HÁ VIDA HÁ ESPERANÇA...

Que minha solidão me sirva de companhia!
Que eu tenha a coragem de me enfrentar, que eu saiba ficar com o nada e mesmo assim me sentir como se estivesse plena de tudo!
(Clarice Lispector)


No próximo post falerei da minha vida nova... não deixem de participar...
Estão conosco no dia de hoje os amigos queridos que nos prestigiam durante esses 6 meses da BCFV...


45 comentários:

  1. Minha querida!
    Sei que sua busca é intensa...
    Que Deus cuide de ti no mais profundo do teu ser. E que sejas renovada para a vida que buscas.
    Abraços! Com carinho Imaculada.

    ResponderExcluir
  2. Como podes ver pelo horário, estou em plena insônia e vim pra cá me acalmar. Esse tema é forte, foste brilhante ao falar dele , de tuas mortes diárias e com muita sabedoria e vontade de fazer e ver pelos outros. Um texto forte, profundo, lindo!

    E acenas logo para o próximo tema, que é o teu renascer...beijos, lindo dia,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Bom dia,Roselia!Texto profundo e mais qu comovente!Vc pensou em morte sob vários angulos diferentes e ficou lindo!Parabéns pela belíssima participaçao!Deixo o link da minha :
    http://asasdosversosereversos.blogspot.com/2011/09/medo-da-morte.html

    Blog- asas dos versos e reversos
    ameninavoadora@gmail.com

    bjs,

    ResponderExcluir
  4. Bom dia,Roselia!Texto profundo e mais qu comovente!Vc pensou em morte sob vários angulos diferentes e ficou lindo!Parabéns pela belíssima participaçao!Deixo o link da minha :
    http://asasdosversosereversos.blogspot.com/2011/09/medo-da-morte.html

    Blog- asas dos versos e reversos
    ameninavoadora@gmail.com

    bjs,

    ResponderExcluir
  5. 007BONDeblog disse...
    Orvalho do Céu e leitores (as) do ESPIRITUAL_IDADE, Bom dia !

    Estou vindo aqui hoje para deixar um convite para que participem a partir de amanhã da blogagem coletiva que todos os blogs do 007BONDeblog vão promover.

    Quem desejar ajudar nesse movimento que busca enfrentar e tentar minimizar, através do alerta e conscientização, as conseqüências de uma quase certa grande epidemis de DENGUE no Brasil, e principalmente no Rio de Janeiro, na virada de 2011 / 2012, poderá fazê-lo de forma bem fácil. Ainda hoje vou disponibilizar fotos, links e sugestões de materias.

    A colaboração do maior número de blogs é importantíssima, e você amiga Orvalho do Céu, que é mestre em matérias e blogagens coletivas se puder participar vai certamente dar valiosa colaboração.

    Um abraço e grato por permitir essa divulgação.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia minha querida...
    Seu texto foi bem reflexivo e com ele percebemos um pouco mais de você. Imagino como não deve ter sido fácil quando o amor morreu em seu coração... Mas Deus te deu um amor maior! Seus filhos, seus netos e Ele nunca te abandonam.

    E espero o próximo post, pra ver seu renascer!

    Beijo amiga

    ResponderExcluir
  7. Rosélia, seu texto está lindo. Sempre com muito conteúdo. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Lindo post, querida... Tanto o que refletir, não é mesmo?

    Eu já estou participando, vou visitar os outros blogs e aguardo tb a visita de todo mundo.

    Foi muito bom entrar nessa, aguardo o próximo tema.

    Um final de semana iluminado a todos!!

    ResponderExcluir
  9. Amiga Rosélia, você como sempre nos levando a refletir com suas palavras.
    Hoje além de suas palavras, adorei o vídeo com música da Beth Carvalho com a saudosa Mercedes Sosa, me emocionou bastante e te peço permissão pois compartilharei o vídeo com meus amigos por email e facebook.
    É uma pena nossa blogagem ter chegado ao fim, mas espero que algo novo surja e possamos estar em sintonia novamente.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Rô,
    todas as faces da morte que nos assolam sagram na quantidade de sua extensão.Vc destacou as que que lhe ocorreram descrevendo com sentimento as dores provocadas.Tenha a certeza de que embora doa muito, a cicatrização acontece e com vc ela veio através do grande amor espalhado a todos que te cercam.
    Linda visão!
    Adorei ter participado desta BC com vcs.
    Obrigada.Muita luz em seus dias.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  11. Rosélia[

    Volto mais tarde para ler com calma e comentar!

    Este é o link da minha participação!

    http://mamyrene.blogspot.com/2011/09/morte-e-vida-blogagem-coletiva-fases-da.html


    Estou no trabalho e tenho que almoçar. Depois volto

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Amada em primeiro lugar obrigada pela visita sublime.
    A morte é um fato presente em nossas vidas muito bem trabalhado em seu post...são tantos prismas...mas um só fato. O viver o aqui e agora, fazer o bem aqui e agora é uma dádiva a conservar.
    Paz e luz.Beijokas de Mel.

    ResponderExcluir
  13. Amiga Rosélia:

    Apesar de não ser espírita, e sim espiritualista, acredito profundamente em karma e sei que tudo que passamos na vida é do tamanho exato que podemos suportar.

    Todas as dores e sofrimentes são formas de crescimento, fazendo com que possamos desenvolver a tão necessária aceitação.

    Transmutar esse sofrimento em amor ao próximo é viver com Deus no coração.

    Beijo
    PS: acabei de colocar minha participação.

    ResponderExcluir
  14. Rosélia
    Um texto que emociona, que faz chorar.
    Triste e cheio de bênçãos. Precisamos saber viver, aceitar a vida que temos com resingnação.
    Ajudar ao próximo da forma que puder, pois o pouco que que te parece é muito para quem precisa.
    SEmpre bom compartilhar e receber tanta luz e tanta ensinamento de vida!
    Que os dias cheio blindados de muito amor !
    Beijos no seu coração

    Link da minha participação:
    http://mamyrene.blogspot.com/2011/09/morte-e-vida-blogagem-coletiva-fases-da.html

    ResponderExcluir
  15. Rosélia, quero muito agradecer a você que conjuntamente com a Regina e a Rute levaram em frente esta Colectiva Fases da Vida.
    Meninas 3 R's, sim senhor! Ótimo trabalho, muito obrigada pela vossa dedicação.
    Gostei desta sua reflexão sentida e destaquei a frase "Toda a minha vida tratei de ser melhor".
    Obrigada pelas suas palavras, um grande abraço
    Isabel

    ResponderExcluir
  16. Oi querida
    Esta abordagem é vasta e vc a direcionou em sua vida. No entanto, destas mortes podemos renascer fortalecidas e plena em si mesmo.
    Grata pela oportunidade de troca por fases tão significativas da existência humana.
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi, Rosélia!

    Agora que estou dando o ar da graça nesta coletiva, rsrs
    O seu texto está bonito, mas, muitom triste... emocionante...
    Tudo bem que estamos falando de morte, mas, até ela, quando somos cristãos, deve ser motivo de alegria, pois, que nos aproxima do nosso ideal.
    Pelo meu texto você verá como temo a morte, mas, ao mesmo tempo, sei que ela é a porta de entrada na vida eterna...
    Sei que não é fácil esquecer as ofensas, as mutilações, a solidão, mas, tudo podemos naquele que nos fortalece...
    E olha, o amor não morreu pra você, pois, você é uma pessoa linda, que vive servindo ao próximo, e isto é amor puro e genuíno, quem dera todos tivéssemos essa sua determinação e coragem...
    Entrega toda dor nas mãos de N.S. das Dores( hoje é dia dela) e sê feliz!

    Um abraço bem fraterno
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  18. nessa fase nao vou participar, nao penso nesse assunto....rsrsr linda sua participação!!! bjo bjo

    ResponderExcluir
  19. Olá Rosélia.
    Parecemos bastante em nossa caminhada, só que ainda luto por migalhas de amor, que ainda me deixam feliz. Vindo dos meus , marido filhos, noras, genros , netos, ou de amigos.
    Que Deus nos abençoi e nos conceda um final feliz.
    Beijo
    Maria Luiza (Lulú

    ResponderExcluir
  20. Querida Rosélia, acredito que, independente de qualquer coisa que possa ter morrido no seu coração, você deixou nascer e cultiva dentro de você o amor maior, que é o amor de Deus. Estou ansiosa pelo post de sua nova vida, pois, como lembraram muitas participações da blogagem, a morte não é o fim, é um começo. Já ando com saudade de nossa blogagem, é maravilhosa essa troca que fazemos todos os meses :-) Um beijo!

    ResponderExcluir
  21. Rô, forte esse seu post! É difícil falar sobre morte, algumas pessoas nem usam essa palavra, talvez por medo! Seu toque sobre o aborto foi providencial! Mas você termina nos deixando um alento: no próximo, o renascimento! Glória a Deus! Amiga, uma beijoca Tetê

    ResponderExcluir
  22. querida Roselia
    e quem não passa pela morte diária?
    quantas coisas precisamos abrir mão pra viver com mais exuberancia?
    que você colha inúmeros frutos pois plantaste apenas sementes boas, regando com carinho e aceitação.

    Fiquei emocionada quando falou sobre o aborto.
    Excelente texto Rosélia.
    especial....

    beijos

    segue minha participação: http://www.sonhareser.com.br/2011/09/blogagem-coletiva-morte-o-que-ela-pode.html

    ResponderExcluir
  23. oi querida, obrigada pela visita, sua contribuição me deixou pensativa, principalmente sobre as crianças que não puderam nascer.

    Parabéns e siga em frente, somos jovens e inteligentes e temos o direito de ser amadas e de amar.

    bjs

    ResponderExcluir
  24. A música de Mercedes Sosa fala, nesse trecho (que a morte não me encontre um dia, solitário sem ter feito o que eu queria...), do mesmo teor da frase que encabeçou meu post de hoje. Fazer o bem é uma via de mão dupla, onde todos saem ganhando.

    ResponderExcluir
  25. Ranta coisa para nós significa morte.
    mas para mim eu tenho medo de tudo menos de morrer.
    Pois sei que vou encontrar Jesus e meu paizinho está com ele.
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  26. Olá, Rosélia!li a tua participação com muita emoção, no fundo nós abordamos a morte em vida, mas o teu texto tem uma carga emocional enorme, que sentimos pulsar, quase uma revolta mas ao mesmo tempo uma esperança de um renascer!
    Adorei te conhecer Rô, sinto muito a tua luz e como és um ser especial!
    Muitos beijinhos!

    ResponderExcluir
  27. Oi Rosélia!
    Linda e profunda participação!
    Seu coração transborda de amor e isso faz voc~e ter forças para renascer sempre. É comovente seu depoimento, mas a fé é acalentadora.
    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  28. Rosélia irmã querida,

    Me sensibilizou muito a forma que você abordou o tema, imagino que sua vida não foi fácil, mas concordo plenamente com nossa querida amiga Flora, cada um tem suas alegrias, tristezas e perdas quando vem para este planeta, e saber conviver e tornar em aprendizados, são somente para Almas muito nobres.
    Te admiro muito, pois você sempre manteve em seu coração a chama Divina de Deus acesa, e podes ter certeza que sua existência de auxílio e ajuda á todos os irmãos, já estava escrito nas estrelas. Pois o PAI sabe muito bem a força que cada filho tem.
    E o Divino Espírito Santo já concedeu o dom da FORTALEZA para seu espírito.....

    Foi muito tocante esta homenagem aos pequenos Seres que não puderam entrar neste planeta para trilharem seu caminho de evolução.

    Seus dois vídeos foram Lindíssimos!!!

    Um grande beijo em seu Iluminado coração!!!


    p.s.= obrigada por suas palavras sempre lindas e carinhosas no meu espaço, fiquei muito feliz. Beijossss

    ResponderExcluir
  29. Demorei para postar pq ando com problemas com o PC...Seu texto me lembra as palavras de Jesus:TENDE BOM ÂNIMO.Penso que vc teve.Bjs na alma.

    ResponderExcluir
  30. Querida amiga.
    Sabemos que não é fácil esta morte diária que se referes, somente com muita fé e coragem alguém pode morrer para algo pessoal e ressucitar em doação ao outro. Você recebeu esta graça do Senhor. Fica na paz, com carinho, Ieda.

    ResponderExcluir
  31. Ei Rosélia!
    Tenho uma certa aversão da morte, mas você escreveu lindamente sobre ela.
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  32. Rosélia obrigado pelo teu belo comentário sobre minha postagem Achei tua postagem muito triste mas muito armoniosa,com vida e a morte,pois a morte pode ser de várias maneiras.A morte de um amor,a morte de uma amizade e a própia morte que é definitiva.Beijos

    ResponderExcluir
  33. Rosélia..fiquei comovidada com sua postagem...vem do fundo de sua alma.Todos tem sua opções e suas escolhas.Enfim como vc disse um dia poderá ser tarde demais para se dizer algo...Cheguei um pouco tarde, pois estou estudando e hoje consegui fazer minha blogagem na aula de missiologia e a frase foi tirada de lá.Ainda bem que deu tempo!!!Beijo no coração!
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  34. Orvalhinho!
    Venho lhe parabenizar pela blogagem que foi um sucesso e dizer-lhe que, embora não tenha participado, li alguns posts teus e de amigos da blogosfera e achei que foi uma bonita forma de expressar a espiritualidade de cada um.
    um super abraço carioca

    ResponderExcluir
  35. Roselia,

    Uma forma diferente de falar da "morte". Mas não acho que você morre pra você mesma, em função dos outros. Isso é nascer a cada dia, e não morrer no sentido certo da palavra.
    Deus lhe dá infinito amor, que você passa através de seu blog, pois ele não lhe dá migalhas, lhe dá tudo.
    Amiga, um grande abraço. Eu não publiquei, mas estou indo visitar os amigos e comentar.
    Tenha um lindo dia.

    ResponderExcluir
  36. Olá, Rosélia!

    Apesar do tema, o que vi nesta coletiva, foi muito interessante.
    O seu texto é uma reflexão sobre os vários tipos de morte, muito profundo, e muito triste.
    Mas, o que importa é que um amor muito mais sublime surgoiu em sua vida...
    E você é uma pessoa linda, que faz diferença, pois, quem se dedica ao próximo, é grande aos olhos de Deus e do mundo.

    Um grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  37. Oi, maninha querida... Obrigada pela visita ao Livre Pensamento! Fico feliz de encontrá-la em meus cantinhos! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
  38. Rosélia, estou adorando participar desta blogagem, conhecendo tantas pessoas incríveis, farei muitas novas amizades, com certeza.

    Agradeço a oportunidade... Agradeço o carinho de todas...

    Adorei ver o respeito, a discussão de idéias, os sentimentos à flor da pele...

    Estarei sempre por aqui...

    Beijosss

    ResponderExcluir
  39. Querida Rô,
    estou sem palavras...
    Silênciada pela emoção.
    Suas palavras de hoje vibraram em muita dor. Uma morte arrancada a ferros.
    Confesso que não tinha pensado nessa perspetiva da morte... me pegou de surpresa...
    Tente enlevar suas vibrações. Eu sei que lágrimas são necessárias para lavar o coração, mas depois de tudo limpinho, enleve suas vibrações de negativas para positivas. Afaste-se desse plano inferior de sentimentos destrutivos. Encontre guarida nos planos sutis da espiritualidade.
    Paz e bem.
    Rute

    ResponderExcluir
  40. LindoooOOOO
    SábioOOOOOO
    EmocionanteeeEEEEEE
    AmeiiIIIIIII

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  41. Eu já lia antes dos 10 anos, mas peguei gosto pela coisa quando todos aqui em casa começaram a ler e eu não tinha ninguém pra conversar. É claro ter tv convencional nao ajudou muito rss. adorei as fotos desse post, principalmente a dos bebês

    ResponderExcluir
  42. Rosélia, minha querida amiga, de fato eu demorei para estar aqui comentando porque a leitura calava a minha alma e admito que profundo respespeito se eleva em mim, agora muito mais por você. Carga muito grande e muita intensa lhe deram, lhe pediram, lhe impuseram. Não sei mas afortunadamente e abundantemente você será e se resfestelará do banquete à sua frente preparado especialmente para ti. Beijos!

    ResponderExcluir
  43. Rosélia, sei q tua fé te dá forças para seguir em frente e servir sempre. E quem tem Deus no coração, está "agasalhado". Jesus nos diz q devemos evoluir, passando do amor individual, para o universal. Amarmos a todos como Ele nos amou. Talvez vc esteja um passo a frente nesse quesito. Muita paz!

    ResponderExcluir
  44. Querida amiga,
    esse seu olhar foi profundo demais.
    Amei ler e refletir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  45. Roselia, para mim está sendo prazeroso participar da Blogagem Coletiva, é um jeito muito bom de interagir e fazer novas amizades.
    Que Deus a abençoe sempre!
    Paz e bem!

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...