segunda-feira, 6 de setembro de 2010

A História da Bela Adormecida


O homenageado de hoje é o Blog da Zininha:
http://zinasflowers.blogspot.com/

Ela postou em nossa BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL ECUMÊNICA e muito nos honrou.
Obrigada de coração, minha querida amiga Zininha.


A história da BELA ADORMECIDA



"No conto de fadas da BELA ADORMECIDA deparamo-nos com um exemplo de LIMITE. A BELA DORMECIDA é amaldiçoada pela mulher sábia: deve ferir-se em uma roda de fiar aos quinze anos e por isso morrer. Uma segunda mulher pode apenas atenuar a maldição, transformando a morte em um sono que dura cem anos. Apesar da precaução dos pais de afastar todas as rodas de fiar, a menina é alcançada por seu destino. Não apenas ela adormece, mas o castelo inteiro: os pais, os empregados e até os animais. Cresce uma floresta de espinhos em volta do castelo. Vários príncipes tentam ultrapassar essa floresta, pois desejam libertar a BELA ADORMECIDA, da qual se diz ser a mulher mais bonita que se possa imaginar. Os pretendentes, porém, perecem lamentosamente na floresta. Após cem anos, um homem destemido consegue ultrapassar o limite. Os espinhos transformam-se em flores belas e o deixam entrar. Aqui também se trata de um limite. Ao completar quinze anos a menina entra em contato com a sua sexualidade e nela se fere. Por um lado, deseja o relacionamento com o homem, mas por outro se defende. Teve que ser ferida moralmente e assim opta por ferir aqueles a quem quer conquistar-lhe. Algumas meninas criam uma floresta de espinhos em torno de si, mas é justamente isso que atrai os homens. Porém, logo que um deles se aproxima demasiadamente, ela se recolhe por trás de um muro impenetrável.
A floresta de espinhos também simboliza um limite em relação ao tempo. Aos quinze, a menina ainda não está madura o suficiente para lidar com forma correta com a roda de fiar. Precisa dormir por cem anos, antes de se tornar madura para o amor. O número cem representa a totalidade. Somente após a BELA ADORMECIDA tornar-se quem ela realmente é, o pretedente pode aproximar-se dela. O limite da floresta de espinhos concede-lhe o espaço protetor necessário para o amadurecimento. Após cem anos os espinhos transformam-se em flores, convidando o pretendente a abrir um caminho até a BELA ADORMECIDA.
Não raro deparamo-nos com limites em relação ao tempo e estes precisam ser considerados por nós. Tentamos obter as coisas a força, o que nos leva a lugar algum. Precisamos esperar a hora certa. Isso se aplica ao amor entre homem e mulher mas vale também para passos importantes em nossa vida. Às vezes, precisamos esperar a hora certa para uma decisão. Nessa situação vale preservar o limite relacionado ao tempo, caso contrário permaneceremos, conforme indica o conto, presos aos espinhos. Ferimos a nós mesmos à medida que reuniremos os nossos problemas ou quando tentamos fazer alguma decisão de forma violenta."

Esse belíssimo texto extraí do livro de Anselm Grun e Ramona Robben, intitulado ESTABELECER LIMITES/RESPEITAR LIMITES
Posso confidenciar que emudeci internamente, não por cem anos, naturalmente, mas por muitíssimos anos...
Agora, aprendi a respeitar meus limites e a estabelecer limites, mas como me custou...
Valha-me Deus!

As flores são um verdadeiro encanto da natureza... me sinto como a Bela Adormecida... a Branca de Neve... a Rapunzel... a Cinderela... rodeada das mesmas... sentindo-me mais cheirosa...




15 comentários:

  1. Aprender os limites é lição de sabedoria. Parabéns à Zininha, a homenageada de hoje e parabéns a você Rosélia querida!! Um bom dia, boa semana ;)

    ResponderExcluir
  2. Orvalho do céu!
    És mesmo uma dádiva do céu assim com o orvalho!
    Muito boa essa postagem da bela adormecida, os contos de fada sempre tem algo a nos ensinar!
    Gd beijo

    ResponderExcluir
  3. Lindahistória e essa questão dos limites é sempre tão complicada e temos que explorá-la...beijos,lindo dia e feriado!chica

    ResponderExcluir
  4. Oi Roselia, amigo é tudo, e eu os tenho, aqui inclusive, e conto neste meio também com a sua amizade, e gosto muito.
    Que Deus nos abençoe e a quem amamos também.
    E muito linda esta história, post, escrito aqui.
    Lindo!
    Beijos e ótimo feriado, Mauro

    ResponderExcluir
  5. Minha tão doce amiga,

    Nem sempre é preciso nos cercar de espinhos pra perceber que a vida é linda de ser vivida, e os amigos sempre ajudam e engrandecem a nossa existência!

    Obrigada pelo seu carinho

    Renata

    ResponderExcluir
  6. Olá minha flor, vim dizer que vc é mais q bem-vinda ao meu cantinho, viu? Já tô seguindo aqui! Adorei o texto! Bjãooooooo e bom feriado!

    ResponderExcluir
  7. Que lição, Rosélia.

    Sou muito de não respeitar esses limites, exigindo muito de mim mesma. Meu marido me cobra muito dizendo: "Tudo tem seu tempo. Se não foi é porque não era chegada a hora".
    Só depois é que vejo o quanto ele sempre tem razão.
    Mas não consegui, te confesso, aprender ainda.

    Adorei o texto. É bem disso que preciso.
    Obrigada por compartilhsr.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  8. A Bela Adormecida contada com estes parâmetros de limites e de esperas...está fantástica! Ao lembrar-me da velhoa história da minha infância nunca me lembraria de a olhar como um exemplo de conduta e de vida.
    Beijos Graça

    ResponderExcluir
  9. Florzinha, tenha uma abençoada semana...muita paz e alegrias...beijinhos....
    Valéria

    ResponderExcluir
  10. Que gracinha ficou este cursor de anjinho...beijo

    ResponderExcluir
  11. Orvalho,

    Muito bom esta interpretação da Bela Adormecida!
    Obrigado por compartilhar esta jóia!

    Beijo, de coração!!!

    ResponderExcluir
  12. Rosélia, acredito que os limites estão na base do não agir com a emoção, com o impulso.
    Quando nos deixamos nos levar por paixões, por arroubos, estamos dando lugar a insensatez.
    Por isso tantas relações conturbadas, porque no calor da paixão as pessoas não param para conhecer as outras, saber das afinidades, dos pontos em comum ou nenhum rsss apenas se deixam levar pelo sentimento avassalador.
    Depois, com o passar do tempo, com a convivência é que realmente vamos conhecer as pessoas e aí é que aparecem diferenças que são muito difíceis de suportar e conviver
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  13. Há um tempo para tudo... Até nos momentos mais difíceis, devemos lembrar disso. Em alguns momentos eu sinto perder o chão, mas a fé em Deus me dá forças novamente... Quero agradecer pelas tuas palavras de fé e carinho. Peço que continue incluindo meu noivo em suas orações, pra que Deus o cure e dê a saúde que ele precisa.
    Bjos e muita paz sempre

    ResponderExcluir
  14. E como é difícil estabelecermos os limites, mas é preciso!
    Teu blog é um curso sobre espiritualidade para vivermos melhor! Obrigada, amiga!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Querida amiga, muito interessante essa versão da Bela Adormecida...Beijocas

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...