quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Quaresma (I)





Hoje, iniciamos um novo Tempo Litúrgico, que oportunidade de recomeçar... de onde estamos para muito melhor... à Ascese... à ESPIRITUALIDADE!
Lendo um artigo de Eduardo Machado, e recordando-me do que me ensinou o Pe. Emílio Magro, SJ: AMOR = AMIZADE = HUMILDADE... ilustro, com este texto, o que hoje vou digitar.


PRECISO DE ALGUÉM QUE ME OLHE NOS OLHOS QUANDO EU FALO.

QUE OUÇA AS MINHAS TRISTEZAS E NEUROSES COM PACIÊNCIA.
E, AINDA QUE NÃO COMPREENDA, RESPEITE MEUS SENTIMENTOS.
PRECISO DE ALGUÉM QUE VENHA A BRIGAR DO MEU LADO SEM PRECISAR SER CONVOCADO.
ALGUÉM AMIGO O SUFICIENTE PARA ME DIZER AS VERDADES QUE EU NÃO QUERO OUVIR.
MESMO SABENDO QUE EU POSSO ODIÁ-LO POR ISSO.
NESSE MUNDO DE CÉTICOS, EU PRECISO DE ALGUM QUE CREIA NESSA COISA MISTERIOSA, DESACREDITADA, QUASE IMPOSSÍVEL: A AMIZADE.
QUE TEIME EM SER LEAL, SIMPLES E JUSTO, QUE NÃO VÁ EMBORA SE ALGUM DIA EU PERDER O MEU OURO E NÃO SER MAIS A SENSAÇÃO DE FESTA.
PRECISO DE ALGUÉM QUE PERCEBA, COM GRATIDÃO, O MEU AUXÍLIO EM MINHA MÃO ESTENDIDA.
MESMO QUE SEJA MUITO POUCO PARA AS SUAS NECESSIDADES.
PRECISO DE ALGUÉM QUE TAMBÉM SEJA COMPANHEIRO NAS FARRAS E PESCARIAS; NAS GUERRAS E ALEGRIAS; E QUE, NO MEIO DA TEMPESTADE, GRITE EM COURO COMIGO: "NÓS VAMOS RIR DISSO TUDO"! E RIA.

Fico imaginando como iniciar um novo tempo... bem termina o Natal e os preparativos do Ano Novo se confundem com o Carnaval... uma verdadeira confusão o mundo nos oferece... um alvoroço...
Posso discernir bem, sim!
SE EU NÃO TIVER AMOR, EU NADA SOU, SENHOR...e é sobre o Amor, que, mais uma vez, vou insistir em postar...
QUARESMA é tempo de conversão... então, é tempo de AMOR, pela lógica...

AMORIZAR o que está não tão amado...

Ainda que eu cale outras vozes, se não tiver AMOR, eu estou apenas gritando ao léu... serei estridente... mas continuarei solitária e inútil...
Mesmo organizadíssima, seria um nada, se me faltasse o AMOR... mesmo muito bem "programada"...
NÃO ADIANTA, À NOITE, ADIAR O MEU REPOUSO... aos amados, Deus o concede enquanto dormem... a rotina desgasta... exaspera... é monótona... repetitiva... a AMOR é criativo...
o Amor é prestativo...
A relação entre as pessoas precisa de carinho constante, delicadezas sutis, atenção amorosa...
Todos precisamos do toque suave do sol...
o Amor é como uma alegria quase de criança... linda!
Ele não se contém preso... derrama... espalha mel...
Procuro atalhos para o AMOR em minha vida... contanto que chegue a Ele...
Vai do meu coração direto para o coração do outro... o Amado...
Lanço Flechas... como uma guerreira...
Encontro fresta para sair de mim uma faísca que seja... não perco a Esperança...
Ele é o responsável pelo meu bom humor reinante há tempos no meu coração... do meu sorriso permanente... e por umas lágrimas furtivas... a rolar na face, de emoção...
É impossível viver bem sem AMOR...

O Tempo do Amor é SEMPRE... mais ainda quando nos preparamos para o "Sacrifício do Amor"... por Amor e para Amar...

Sei que sou frágil, me sinto "desamparada"... mas o AMOR plantou em mim o Amor, amparando-me...
Deixo de ser, gradativamente, uma criança confusa... cresço... cultivo há tempo a VIDA INTERIOR... a ORAÇÃO... que, uma vez pessoal, se torna de intercessão...
O Amor me faz superar limites e me abre ao potencial dado por Deus...
O Amor, há muito, está vivendo em mim...
Que nos seja concedida a Graça de, após mais esta QUARESMA, não vivamos mais em nós, por nós... mas o Cristo Crucificado e Ressuscitado habite para sempre em nós!

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...