terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Amor ( IV )


GABRIELA

MOÇA BONITA É A GABRIELA
POIS TODO MUNDO TÁ DE OLHO NELA

QUANDO VAI AO RESTAURANTE
O GARÇON QUEIMA A PANELA
O FREGUÊS MASTIGA O COPO
PENSANDO QUE É MORTADELA
COME A CASCA E JOGA O OVO
PARA ESTAR DE OLHO NELA

O SACRISTÃO REZADOR
DO ALTAR OLHOU PRA ELA
BOTOU FOGO NO BIGODE
PENSANDO QUE FOSSE A VELA
ESQUECEU O PAI NOSSO
POR ESTAR DE OLHO NELA.

UM DEFUNTO IA PASSANDO
DEU TAMBÉM UMA ESPIADELA
QUANDO LÁ CHEGOU PERTO
DEIXOU ATÉ CAIR A VELA
E BEBAIXO DO LENÇOÇL
EU VI ELE DE OLHO NELA.

ATRAVESSEI O RIO A NADO
SEM PASSAR PELA PINGUELA
MONTEI NUM BURRO E DEPOIS
VI ERA UMA VITELA
TAVA DE CARA PRA TRÁS
PARA ESTAR DE OLHO NELA.

ATÉ MESMO O SEU VIGÁRIO
QUE NINGUÉM SE REVELE
INVENTOU UM ORATE FRATE
E NO DOMINUS VOBISCUM
EU VI ELE DE OLHO NELA.

Ponho este texto engraçado para nos alegar o coração, sei bem que a graça pura hoje se torna ingênua diante dos apelos pornôs que rolam no ar...
Bem, devo explicar também que, não é uma fantasia, o hábito da queridíssima Ir. Eugênia, OSB, do Mosteiro saudoso de Gajará Mirim em RO... onde estive morando uns meses em 2006...
Explico, haja visto que acabei de ver um telejornal mostrando o bloco da Carmelitas... corpo nu embaixo e véu em cima...
Como é Carnaval, lembrei-me da minha querida madrinha de oração (ela é muito animada...) e resolvi fazer este post em dedicação a tal linda pessoa, nobre de espírito e que conserva a alegria até hoje; bem propício o texto acima, com certeza estaria ela recitando-o (coisa que gosta muito de fazer, nas horas de recreio para alegrar o coração da gente).
Este texto, não sei se música ou poema, relata o encanto e a brejeirice de uma moça... e, no Carnaval, o "AMOR" está em voga...
Quem resiste aos encantos de uma "menina linda"?

Mas, e a vida depois?
Bem, é de LAÇOS DE AMOR que desejo falar um pouco:
Reportagens na tele frisam a importância da cautela nos relacionamentos... disto todos sabemos bem... porém na hora da folia, tudo é permitido... bem distintamente do que nos disse Paulo de Tarso: NEM TUDO ME CONVÉM...
Não lembramos mais disto?
Nossa memória fracassa no Carnaval?
A moral se esfacela?
O raciocínio vai como a bebida que se toma incontavelmente?

Prefiro recordar-me do BOM PASTOR... daquele que me cuida... que me pastoreia sempre...
Gosto de ser cuidada como ovelha...
Aprofundar a relação:
-Não entro numa por um dia, uma noite, um mês, um ano... até outro Carnaval...
Entro para toda a vida... ou nunca entro...

O Céu hoje está límpido e o meu olhar também... nada de arrependimento... nada de euforia passageira... ainda bem, é graça alcançada...
A euforia tem dias contados: 3,4? Um Carnaval?
Meu coração torna cintilante os meus olhos... tenho a consciência reta sempre... É Deus que se me permite tal estado da alma...
Sou como uma flor... uma rosa talvez... um miosótis... Ele tira o vigor da ESPERANÇA... DO AMOR E DA FÉ...
Os espinhos Ele me retira, com cuidado, com zelo... para eu florir sempre... em qualquer tempo ou estação... tira o espinho da intolerância, do pessimismo, de desconfiança... Entre um suspiro e outro... Ele eleva meu olhar...
Com seu olhar doce me fita...
Estes LAÇOS DE AMOR me soltam as amarras...
Não me prendem...
E não é um AMOR DE CARNAVAL... é eterno!
Ele, com seu AMOR, me faz Milagres... cura minhas feridas, dá-me entendimento nas questões confusas de minha vida... poupa-me de coisas que nunca terei o conhecimento, enche meu coração de alegria... mesmo não sendo Carnaval e depois até de uma noite de pranto... em alguns momentos do passado.
TUDO ISSO SEM O MEU MERECIMENTO...
Ouço-o a cada dia, sem nada dizer ou pensar...
...no silêncio do meu coração...
Ele sabe bem das minhas intenções... limitações... imperfeições... meu desejo de "santidade" (não de perfeccionismo)...


"SOMOS HUMILDES QUANDO ACEITAMOS SER POBRES, FRÁGEIS, LIMITADOS, PECADORES, MAS AMADOS EM NOSSA PORBREZA E FRAGILIDADE"
(Pe.Netto,sj)

UMA AMIZADE AMOROSA... é o AMOR...
Não esse jogo de beijação cumulativa... indistinta... um concurso de afã sexual desenfreado... típico da época em questão...
Sempre d'Ele me vem o carinho como necessito... sua amizade me é preciosa...
Jesus é como um amigo (a) da gente... igualzinho...
Não tenho o que tirar nem por...
Deus nos deseja envolver sim em seus LAÇOS DE AMOR... quem disse que não???
Mas não neste amor apregoado nos blocos carnavalescos ou nos meios de comunicação...
Hoje mesmo vi duas "mulheres" com opção preferencial "definida", uma delas com suas "carícias" vulgares ao andar do calçadão onde famílias caminham cedo aproveitando o espaço apropriado... não dá para tampar os olhos e fingir que não vemos... é o que há e está para ser visto... QUEM TIVER OLHOS QUE VEJA!

Sempre tiramos uma conclusão do vazio que pode estar percorrendo às almas humanas...
A BELEZA DA OVELHA ESTÁ NA REVERÊCIA DIANTE DO PASTOR...
Assim é com o Senhor Deus, assim deveria ser no AMOR humano... REVERÊNCIA... respeito... dedicação... moral...
Talvez tenhamos que aprender mais sobre santidade para descobrirmos o que desejamos, de fato, nesta caminhada espiritual... para nossa ESPIRITUALIDADE crescer a cada dia...
Perceber a nossa miséria diante da Bondade majestosa de Deus...

A FALÊNCIA DA AFETIVIDADE está no ar... não só no Carnaval, vejo eu, com pesar... é A PIOR DAS CRISES...

"NISTO RECONHECERÃO QUE SOIS MEUS DISCÍPULOS, SE TIVERDES AMOR UNS PELOS OUTROS"

(Jo 13,35)

Amanhã muitos estarão arrependidos... entristecidos por terem se excedido em muitos pontos...
O ativismo descontrolado... o culto ao corpo acentuado... o namoro virtual ou o de Carnaval... situações onde o sensorial é completamente ignorado...
Sem afeto virá o pânico e o estresse...
AMOR SEM AFETO... como posso aceitá-lo?
Estou só semeando, que mais posso fazer?
Este post é só uma semente... Ele É QUE FAZ CRESCER:
- O AMOR...


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...