domingo, 31 de janeiro de 2010

Saudade ( II )



É SEMPRE BOM TER PARA QUEM VOLTAR!

Lendo um texto de Vanessa Vida, me reportei ao dia de hoje e ao que ele me inspira de uma forma especial: DIA DA SAUDADE...

Há um tempo atrás, estive conversando uma vez com um amigo sobre não estar sentindo nenhuma SAUDADE do meu passado... Não entendia o porquê... andava assim tão sem SAUDADE...
só me lembrava, com SAUDADE, DOS FILHOTES PEQUENINOS... PARQUES... PRAIA... SHOPPING... PASSEIOS... CARINHOS... DENGOS... MIMOS... BRONCAS TAMBÉM...
PROMESSAS CUMPRIDAS... RENOVADAS... POR CUMPRIR...
O MEU CORAÇÃO SE ENCHE DE SAUDADE AGORA DE UNS TEMPOS PARA CÁ... VOLTEI A VIVER...
SOU COMO UMA REDE NO MAR A PROCURA DE CARDUME... ÁVIDA POR VIDA... POR RECUPERAR O TEMPO IDO...
ESTOU SENTINDO UMA saudade ATEMPORAL... NÃO DO PASSADO, MAS DO FUTURO... QUE HAVERÁ DE VIR... É UMA saudade DIFERENTE...
ANTES A SOBREVIVÊNCIA DA FAMÍLIA ME SUFOCAVA...
HOJE PESCO SONHOS... QUE ENCHEM A MINHA VIDA DE SENTIDO... ME DÁ ÂNIMO NO DESÂNIMO... ME DÁ ESPERANÇA NO DESESPERO...
Vou alcançando metas... traçando outras... inflamando a auto estima... me sentindo mais gratificada e saboreando a SAUDADE quando esta se "impõe"...
MEU BARCO VOLTOU A NAVEGAR... SAÍ PARA O MAR... EM BUSCA DE NOVOS SONHOS... PARA VOLTAR A SENTIR saudade DE NOVO...
É TÃO TRISTE NÃO TER saudade DE NADA... nem de ninguém...
OUSO NAVEGAR POR OUTROS MARES... BUSCO MEU PORTO SEGURO...

É tão bom ter para quem voltar!

TIVE MUITAS PARTIDAS... CHOREI MUITO... Mas tive também pequenos retornos significativos demais...
Foi a SAUDADE que me trouxe dois amigos ao invés de uma... Ah! Bendita SAUDADE!
Minha rede já não pescava há muito tempo... pensei que estava "aposentada"...
Sentia SAUDADE de quando ela pescava algo... de bom, é claro!
Tive tantos aprendizados com a SAUDADE... dos meninos... até hoje, que cresceram tanto, morro de SAUDADE dos pequerruchos... eram os três loirinhos e lindos!
Sempre foram uma alegria no meu viver e a companhia deles me era vital...
Me consolaram em tantas tribulações... Hoje tenho o "dever" de ajudá-los a superar as deles e assim tento...
Pesquei a vontade de amar... minha rede nunca voltou sem peixinho... uma vez um... outra vez outro... outra vez, outra...

DEUS É FIEL!

Já pensaram como desconsolada eu ficaria se a tivesse sempre vazia? Eu seria vazia, isto sim!
Sinto SAUDADE de quem me aceita o meu jeito "teimoso"... tinhoso... turrona... carinhosa... amiga... chata... mil jeitos... quando chamo atenção... quando me escondo... quando amo em excesso... quando sou efusiva... quando lágrimas rolam em minha face sem eu mesma querer...
Sinto SAUDADE de quem me ama ou no "polo" ou noutro...
Sinto SAUDADE de quem não me exige perfeição...
Como já fui cobrada de tantas coisas que não podia dar conta de tudo! Como sofria pela minha impossibilidade de agradar a quem mais eu queria...
SAUDADE é relembrar momentos festivos, estes que, tenho visualizado por fotos... por exemplo... para "matar" a SAUDADE...
SAUDADE é recordar quem já se foi para outra vida... ficar triste...
SAUDADE é recordar dos "terremotos" em minha vida... dos "maremotos"... das preocupações quando me faltou peixe... quando fiquei muito triste e estava completamente só...
SAUDADE de quem me fez sentir querida e me chama assim...
Como é bom ter esta pessoa junto de mim e, como sinto SAUDADE dela... ou delas...
SAUDADE é vislumbrar o pôr do sol... como o PEQUENO PRÍNCIPE... já pude apreciar cada um lindo! No final da tarde... caminhando pela areia da praia...
SAUDADE é estar no entardecer... no mar de preferência... ou em alto mar... num navio enorme e recordar com o coração saudoso... os queridos mais queridos...
SAUDADE é imensidão na minha pequenez...
SAUDADE de quem me faz sentir tanta coisa e nem precisa dizer muito... mas me sinto tão bem com ele ( a )...
Lástima nem todo mundo sentir SAUDADE...

Se pudesse, encantaria a todos... para que sentissem a mesma SAUDADE de mim como eu sinto a deles...

Quando lanço minha rede de carinho e ternura... não sei que peixe vou pegar... é um mistério... mas ainda vejo sentido em pescar... garimpar... o que há de mais precioso para depois sentir MUITA SAUDADE... de arrebentar o coração mesmo... pouca, não!
As incertezas não me impediram a SAUDADE definitivamente, ainda bem... me tornaram a colocar a rede na mão... a me sentar no barco e pôr mãos à obra de novo...
Não estou afoita... a SAUDADE precisa ser saboreada... de mansinho... devagarzinho... degustada carinhosamente...
As coisas leves e singelas dão mais SAUDADE na gente...
NESTA SEMANA PRECISEI COLOCAR MEU ÓCULOS COR DE ROSA... estava vendo tudo acinzentado... que horror!
Disto não tenho nenhuma SAUDADE!

Obrigada a quem rezou por mim, fez suas preces em meu favor... Deus mesmo haverá de abençoá-los...

A SAUDADE é uma boa companhia... me acompanha na noite... nos meus escritos de amor... dá gosto à minha vida... faz a diferença... não deixa meu mar perder o sal...
BEM QUE JESUS DISSE-NOS PARA SERMOS SAL E LUZ...
Ele sempre tem razão!
Eita SAUDADE que tempera a vida da gente!


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...