segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Poesia ( XIII )


VIVER POR UM MOMENTO DE POESIA
(Enedino Vasco)

VIVER POR UM MOMENTO DE POESIA
É PENETRAR ALIADO NO INFINITO,
É LIBERTAR O SONHO E A FANTASIA,
SOLTAR DO CORAÇÃO UM FORTE GRITO.

VIVER POR UM MOMENTO DE POESIA
É TER NO PEITO HUMANO A EMOÇÃO,
É ESQUECER A DOR FERINA E FRIA,
É PERMITIR SONHAR O CORAÇÃO.

VIVER POR UM MOMENTO DE POESIA
É ESTENDER A MÃO SERENA E AMIGA
NUM GESTO QUE ACOLHE E TUDO ABRIGA.

É DESCOBRIR A PAZ DESCONHECIDA,
É REVIVER A FÉ TÃO ESQUECIDA:
VIVER POR UM MOMENTO DE POESIA.

Escutei algo interessante noutro dia que me fez reportar a mente agora quando li esta poesia: devemos usar de criatividade na fé... é mesmo um fato...
Hoje tenho um sentimento distinto...
Encontrei algo bem bonito: SEMENTES CRESCENDO... PÉROLAS SENDO DESCOBERTAS... PEIXES SENDO PESCADOS... PLANTAÇÕES... ANIMAIS... MONTANHAS... FILHOS QUE VOLTARAM AO LAR... PETICIONÁRIOS CONSEGUINDO O QUE PEDIRAM... PESSOAS PERDOANDO DÍVIDAS E OFENSAS...


SOU O QUE LEIO E ESCREVO!

Olhem mais isso:
Os passarinhos se instalam nos ramos ao cair da tarde... Que canto lindo e uniforme melhor do que qualquer Coral bem ensaiado...
Em Conservatória, tentávamos visualizar onde se aninhavam os pássaros que entoavam ardente sinfonia e a copa era grande demais para abrigá-los... e escondê-los... tal qual a uma mãe que ama...

Tenho pensado muito ultimamente assim:

Como é lindo criança ser criança!

Têm coisas que só mãe faz... escolho esta: dizer uma palavra de carinho quando você não sabe que pensar mais, sempre ter tempo para ouvir você dizer seja lá o que for... Carinho... aconchego... cuidado...
Estou saudosa de um filho, fico dias sem vê-lo por motivo de trabalho e, como viajei no final de semana, a "distância" fica maior...
Vontade de abraçar... celular não resolve tanto assim... e-mail muito menos...
Saudade de filho dói demais...
Vem chegando o Natal... a nostalgia nos invade... hoje é último dia que antecede o mês mais esperado por mim.... Afinal é mesmo TEMPO DE ESPERA o Litúrgico que vivemos...

A tônica é igual sempre, mas nova a cada ano... COMO VIRÁ O NATAL?

Defino em meu coração que será belo... rodeado de quem amo e a quem quero muito bem... com guloseimas carinhosamente preparadas... mas, com o coração vazio de melindres, o espero... com força interior e certeza no amanhã próximo que atravessarei à brevidade... e, sem delongas, viver finalmente a tão sonhada FELICIDADE... merecida ou sem merecer... afinal Deus é Rei e se vestirá de Majestade uma vez mais...

Seja Bem-vindo, Menino Jesus que está por vir... eu Te espero com o calor e colo de mãe aqui na Terra, recebendo do Céu a força interior para prosseguir... mesmo sem recompensa alguma... afinal, que tiveste Tu, meu querido, Menino Jesus?



0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...