quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Poesia ( IX )





ÉS TUDO PARA MIM
(Enedino G. Vasco)

És minha vida, dia a dia, ano a ano;
És minha barca no meio do oceano;
És minha música, perfeita sinfonia,
Oásis e sombra no deserto dos meus dias.

És minha fonte, água pura e cristalina;
És "meu homem", meu amado e meu menino;
És meu sorriso, motivo da minha alegria;
És o sol que me aquece, estrela que me guia.

És minha vida, meu tudo, meu momento...
És minha desculpa, palavra e argumento;
És minha estrada, caminho por onde vou.

És minha fonte, meu rochedo, minha sede...
És meu suor, meu descanso e minha rede;
És tudo para mim, pois és tudo que sou.

Sabe, pai, você se foi há três meses... hoje vai ao teu encontro a prima Raquel... nossa família teve quatro lutos neste ano...
Todos os primos estão de luto... cada qual por seu pai... é a geração que se finda...
Sei que você está bem e intercedendo muito por mim aqui nesta terra diferente e passageira...
Um dia nos veremos... Deus sabe quando... mas é certo totalmente...
Agradeço tudo que você me ensinou e o que herdei de você... sobretudo a arte de escrever... gostar de ler... e, sabe de uma coisa, quem sabe (estou apenas vislumbrando) herdarei também ser paciente nas dificuldades e resignada nas adversidades? Mas não rejeito a herança... ela me fará muito bem, afinal ser cristã sem ser tolerante é impossível...
Cada dia Deus me põe a oportunidade de aprender com a vida, com os que ficaram aqui... depois do senhor e com os seus gestos inesquecíveis...

Foi MUITO o que me ensinou... Muito obrigada... por você eu aceito tudo... até mesmo a incompreensão alheia... vi tudo o que passou nesta vida... e nos ensinou belas lições...

É MAIS IMPORTANTE AMAR DO QUE SER AMADO!
Intercede por mim, tá?

Estou precisando e sei que sabe...
Obrigada, pai!



0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...