terça-feira, 17 de novembro de 2009

Poesia ( VII )


GUARDAI-ME UM CORAÇÃO DE CRIANÇA
(Léonce Grandemaison)

Santa Maria, Mãe de Deus,
guardai-me um coração de criança,
puro e transparente como uma fonte,
Consegui-me um coração simples,
que não se deleite nas tristezas;
um coração magnânimo em se doar,
terno na compaixão;
um coração fiel e generoso
que não esqueça nenhum bem
e não leve em conta nenhum mal.
Fazei-me um coração doce e humilde,
que ame sem exigir nada de volta,
alegre de desaparecer em outro coração
diante de vosso divino Filho; um coração grande e corajoso,
que nenhuma ingratidão possa fechar,
que nenhuma indiferença possa desanimar;
um coração atormentado pela glória de Jesus Cristo,
ferido por seu amor, e cuja ferida só se cura no céu.

Senhor, nesta tarde que se inicia, venho pedir-te a paz de espírito... sei que só Tu podes me dar...
Arrumando meu quarto, encontrei este Poema lindíssimo que tem tudo a ver com o que estou sentindo nestes últimos dias desde a cirurgia...
Aqui diz absolutamente TUDO... não me cabem mais palavras... Com ele mais uma vez tive a certeza de que sabes TUDO de mim...
Muito obrigado, meu Deus!
Amém!


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...