terça-feira, 20 de outubro de 2009

Amor Inifinito ( I )




FRADE E A FREIRA são a minha inspiração nesta tarde...

Lá na serra ouvindo o Frade
Falando de amor à Freira
Certa lenda da Cidade
Compreendi que verdadeira...

E que um Gênio de bondade
Diante do amor infinito
Transformou a Freira e o Frade
Em dois blocos de granito.
(Solimar de Oliveira)

Compartilho "tua ausência"...
Os "sintomas" do meu coração se refletem no meu dia a dia...
O AMOR É PARA TODOS...
Assim como o nascer e o pôr do sol...
"O AMOR SE PARTILHA
ASSIM COMO O PÃO DE CADA DIA"...
Ensinava Almo Mateos Tobardo...
Estou meditando sobre o AMOR e a "bagunça" em mim...
E, nessa Pedagogia do Afeto... não vivo do oposto do Amor que não é o ódio... mas a indiferença...
Segundo Érico Verissimo.
Como é ruim a gente dar o desprezo!
Como gostaria de saber como está AQUELE... que com seu amor, ensinando caminhos vai?

A SAUDADE É A PONTE QUE ME UNE A TI...


Um comentário:

  1. Aquela ideia de usar a foto da pedra do Frade e da Freira não vai pra frente. Já não faz mais sentido... queria usar como saída do Estado (mudança), entende?
    Bjs

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...