segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O Direito de Escolha


Na realidade, hoje vou descrever o dia de ontem...
Achei este texto muito propício e coloco-o como introdução:


HOJE ME LEVANTEI CEDO PENSANDO NO QUE TENHO A FAZER ANTES QUE O RELÓGIO MARQUE MEIA NOITE.

É MINHA FUNÇÃO ESCOLHER QUE TIPO DE DIA VOU TER HOJE...
POSSO RECLAMAR PORQUE ESTÁ CHOVENDO OU AGRADECER AS ÁGUAS POR LAVAREM A POLUIÇÃO.
POSSO FICAR TRISTE POR NÃO TER DINHEIRO OU ME SENTIR ENCORAJADO PARA ADMINISTRAR MINHAS FINANÇAS, EVITANDO O DESPERDÍCIO.
POSSO RECLAMAR SOBRE MINHA SAÚDE OU DAR GRAÇAS POR ESTAR VIVO.
POSSO ME QUEIXAR DOS MEUS PAIS, POR NÃO TEREM ME DADO TUDO O QUE QUERIA OU POSSO SER GRATO POR TER NASCIDO.
POSSO RECLAMAR POR TER QUE IR TRABALHAR OU AGRADECER POR TER TRABALHO. POSSO SENTIR TÉDIO COM O TRABALHO DOMÉSTICO OU AGRADECER A DEUS POR TER UM TETO QUE ABRIGUE MINHA FAMÍLIA E MEUS PERTENCES.
POSSO LAMENTAR DECEPÇÕES COM AMIGOS OU ME ENTUSIASMAR COM A POSSIBILIDADE DE FAZER NOVAS AMIZADES.
E SE AS COISAS NÃO SAÍREM COMO PLANEJEI, POSSO FICAR FELIZ POR TER HOJE PARA RECOMEÇAR.
O DIA DE HOJE ESTÁ NA MINHA FRENTE ESPERANDO PARA SER O QUE EU QUISER. E AQUI ESTOU EU, O ESCULTOR QUE PODE DAR FORMA. TUDO DEPENDE SÓ DE MIM.
Ontem fomos para o sítio de uma prima no interior da cidade (Emboacica-ES) e lá, tudo floresceu dentro e fora do meu coração...

Relembrei pelo caminho das missões que por lá fazia, visitar casas com intervalo a pé de quarenta minutos... casebres... pessoas que não via há quase dez anos...
Logo pela manhãzinha, encontramos uma mesa delicadamente colocada com o café da manhã nos esperando, mesmo sem apetite teríamos que degustar, com prazer, pois encontramos por lá muito mais do que um alimento... até fotografei o local pela delicadeza de como foi colocado broa, pães, biscoitos...
Passeando pelo verde de lá, pude ir me recompondo... internamente... me energizando... tinha mata, flores, água... tiramos muitas fotos, sempre com uma brincadeira saudável, favorecendo nosso sorriso... não faltaram anedotas sadias, coisa de gente da "roça"... partilho a broa de fubá que gosto muito e que, feita de uma maneira bem simples, pela D. Napaz fica deliciosa mesmo...
Cremos que o sítio tem o "clima" do nome da dona: NAPAZ! Estivemos assim o dia todo e nem dava vontade de voltar para a cidade...
A brisa suave... as árvores com suas folhas balançando... tudo gerando harmonia interior... equilíbrio...
A água de coco foi saboreada por mim, durante o dia, como que para funcionar de soro para a "desidratação" da minha alma...
Eles não têm preguiça... metem a mão num facão e záz! Tudo eles resolvem com facilidade... não tem tempo fraco com eles... aprenderam a se virar... isso é ótimo!
O almoço foi partilhado por muitas mãos de várias filhas... não faltou a prece antes do mesmo... a lembrança de uma vida que se vai... pois no ES íamos quando eu era criança... sempre rodeados de muita gente, na "roça" é assim... Agora, que meu pai se foi, minha mãe se vai comigo para o RJ e estamos nos despedindo da família que fica... é com saudade e gratidão que partiremos no próximo fim de semana...
Teve até milho cozido tirado na hora (quebrado, como dizem) para o lanche da tarde, com aquele delicioso café quentinho...
Na partida, até o carro sumir de vista, os acenos nos acompanhavam... que alegria!
Fiquem "NAPAZ"! Os do sítio e os do blog...

Termino com este belíssimo texto: "COLOCAMOS NOSSA RAZÃO CRISTALINA EM PRIMEIRO LUGAR. A PRIMEIRA COISA QUE NOS SUCEDE É VER LUZ DO MUNDO, EMBORA SAIBAMOS QUE SE ESCUTA O BATIMENTO CARDÍACO MATERNO MUITO ANTES QUE A LUZ DO MUNDO SEJA VISÍVEL E QUE EM FASES DECISIVAS DA VIDA O MELHOR É ESCUTAR A VOZ DO CORAÇÃO"... (Rüdiger Dahike)


Um comentário:

  1. Rosélia, que lindo esse post!
    Como me lembro do nosso tempo de infância passado em Dois Irmãos, bem distante, das várias cancelas que tinham que ser abertas até chegar ao sítio, do tratamento acolhedor do povo do interior.
    Que nome interessante tem a sua amiga!
    Esse texto já conhecia, é lindíssimo e reflete uma realidade. A gente se deixa abater, às vezes, por muito pouco. Fazemos as escolhas erradas. Ver o lado positivo até dos momentos ruins ou fazer prevalecer o positivo sobre o negativo só nos traz benefícios.
    Gostaria de estar aí me despedindo desse lugar e dos parentes e amigos que estão aí.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...