quinta-feira, 24 de setembro de 2009

A Doença Como Linguagem da Alma ( IV )



Viajando nesta semana, olhando estradas, meditei na EROSÃO DO DESAMOR que causa estrago no íntimo do nosso ser...
O cuidado com a totalidade do ser requer o cuidado com o corpo também...

É PRIMAVERA FINALMENTE!
É a estação do ano que mais me encanta... fico visivelmente feliz...
A flor desabrocha em silêncio... seu perfume louva em silêncio ao Criador... Assim devo fazer em minha alma...

Lembro-me das brincadeiras de criança... com meus primos... gostava de brincar o MORTO E VIVO... tinha que ficar esperta... Hoje, mais do que nunca eu sei o que é estar viva... não sou mais um bloco de gelo... Busco com atenção onde devo viver e florescer...
As flores são um verdadeiro encanto da natureza... me sinto como a Bela Adormecida... a Branca de Neve... a Rapunzel... a Cinderela... rodeada das mesmas... sentindo-me mais cheirosa...

Já suporto bem melhor as cargas... hoje em dia meu horizonte se alargou e minha visão é bem mais ampla...

Uma vez numa Reunião com os Jesuítas em Salvador, numa partilha para Acompanhante Espiritual, percebi isto nitidamente e fiquei bem serena...
Até a dor ciática que me acompanhava se amenizou... o disco esmagado gera muita dor... as fibras nervosas... tudo ficou mais calmo dentro de mim...
Me sinto de pé, tenho mais firmeza, estabilidade interna... ando... avanço... progrido... caminho em direção ao MAGIS... Estou distendida!
A RETIDÃO de vida que Deus me concede me alivia... e me faz andar de cabeça erguida... com a coluna ereta... Antes, parecia que a vida me encurvava... Aos poucos, o SENHOR DA VIDA transformou a humilhação em humildade...
Há flexibilidade em mim, não estou tão rígida... armada... ainda que tenha razão, deixo para lá se não me dão... não quero ser como um OFICIAL PRUSSIANO...
ESPIRITUALIDADE é tentar sempre sair do meu estreito... Nariz empinado não leva ninguém a lugar nenhum... O turbilhão que havia em mim, DEUS O TRANSFORMOU NUM TURBILHÃO DE AMOR...
Suporto-me bem... sentimento de inferioridade não vem de Deus... nem mais nem menos... auto estima na medida certinha... é vida em abundância como diz Jo 10,10...
Despertei!!! Permaneço acordada com atividades... sinceridade de coração e responsabilidade nos atos...
A vida me deu um feed back...os sintomas físicos surgiram com o passar dos anos... , mas a doença não deve ser vista como no A.T. É maturidade psico espiritual entender a doença... combater os sintomas... as causas... e não ter uma atitude preconceituosa de interpretação dos males...
Devo sempre acolher como no N.T., a proposta de Jesus é a LIBERTAÇÃO de tudo que não gere vida em abundância...
Não posso ser desumana comigo mesma, nem ser intolerante diante dos meus males...
Me sinto a eleita de Deus, como todos somos e, mesmo que não me encaixem num padrão de "normalidade" na sociedade e seja tida como "defeituosa"... PACIÊNCIA!




0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...