quinta-feira, 3 de setembro de 2009

A Amizade e suas Dimensões (e)


Estou retornando à casa do meu pai para uns últimos (assim espero) detalhes que são gerados pós morte para minha mãe e que, sendo eu, "disponível", fico aqui ao seu lado para ajudá-la no que me for consentido...
Há uma certa tristeza em meu coração, uma "dor doída", lágrimas rolaram em minha face durante o dia, entrecortaram meu rosto sombrio neste dia... é natural, agorinha mesmo recebi um consolo de um amigo que me falou muito alto:
"Eu lembro que, pouco depois de meu avô falecer, eu e meu irmão estávamos na casa dele e ficamos relembrando fatos e associando a lugares da casa e a objetos lá existentes. Foi duro. Mas é assim mesmo. "O que foi felicidade / Me mata agora de saudade / Velhos tempos / Velhos dias"...
QUE SAUDADE, meu DEUS! O que faço, SENHOR? Me ajude, sim, por favor!

Tenho certeza de quem lê esse blog me entenderá perfeitamente...
Continuarei agora a postar sobre este tema fascinante e que consola meu coração bem danificado.

A gente conhece pessoas que passa a vida se doando pelos demais... A vida dessas pessoas é um ATO DE AMIZADE... meu pai foi assim até morrer... Não acredito na música: UM MILHÃO DE AMIGOS... literalmente falando... mas creio na amizade e na força do amigo (a) em nossa vida... Creio mesmo que a minha primeira vocação é ENSINAR AOS HOMENS AS PROFUNDEZAS MÍSTICAS DA AMIZADE... sei que muita gente, como eu, tenta...
O carinho entre os amigos se expressa pela MÃO NA MÃO...
O amigo (a) reativa as minhas fontes de energia...
SEMPRE FUI SENSÍVEL À AMIZADE!
Procurei promover reuniões familiares e meus familiares são meus amigos, nem os catalogo somente como família... Aconteceu sim que estive muito tempo só, longe deles e me resultou em muita angústia e aflição, já superadas, graças a Deus.
Tive e tenho amigos, graças a DEUS e sua Bondade infinita... o afastamento geográfico deles não me impediu de extirpá-los do meu coração, mesmo quando algum não me entendia, eu os amava de longe... e, procurei sempre enviar-lhes ondas de amor...
Muitas vezes a natureza do meu trabalho missionário me "afastava" deles... EXATAMENTE POR ISTO CRESCEU EM MIM A SENSIBILIDADE EM RELAÇÃO AO TEMA EM QUESTÃO.
"Perdi" tanta gente amiga que passou pela minha vida! Pena! E como perdi!
Anteontem mesmo conversando com minha prima sobre isto, falava justamente sobre o quanto a gente perde do (a) amigo (a) e o quanto (o) amigo (a) perde da gente...
Cada presença é "ganho"...
... se desejarmos que assim o seja, é claro.
A mística da amizade parece-me um ótimo caminho para traduzir a ESPIRITUALIDADE da amizade.
Muitas vezes tem amizade abortada... vejamos o exemplo do JOVEM RICO nas Sagradas Escrituras... teve sofrimento, decepção para ambos...
Na amizade, quanto mais FIDELIDADE, mais crescimento... é igual ao amor humano: quando mais se dá amizade mais se recebe...
A ORAÇÃO é um caminho privilegiado para a união com DEUS e a amizade o é para a ESPIRITUALIDADE.
A ORAÇÃO é também tratar de amizade estando a sós com quem sabemos que nos ama, já dizia Teresa de Jesus. Ela também dizia que ORAR não é pensar muito... mas AMAR muito.
Para a gente perseverar na amizade é necessário não abandonar a vida de oração pelo (a) amigo (a)...
Há sempre que purificar... amadurecer... aprofundar... a amizade...
A fidelidade à amizade e ao (à) amigo (a) exige sacrifício, perdão, serviço, constância, abertura, paciência, mansidão... muitas vezes virão as tentações dos egoísmos, tensões, mal entendidos, incompreensão e conflitos que devem ser superados.
Temos que nos precaver sobre situações dolorosas no processo de purificação (noites escuras)... cruzes... perdas... mas não nos faltarão momentos de iluminação onde veremos a luz no fim do túnel...
TUDO PELO (A) AMIGO (A) VALE A PENA!
E, se não fossem eles, minha vida seria em preto e branco, tenho certeza...

QUE COLORIDO ELES ME DÃO!


Enfim, por hoje, quero ressaltar que o (a) amigo (a) é o dom mais precioso da natureza e da graça.



Um comentário:

  1. Estar na casa onde ele viveu e vocês tiveram tantas vezes juntos, não tem como não lembrar...
    Imagine, para nossa mãe!
    O tempo é o maior consolador a longo prazo e Deus a curto prazo, certo?
    Bjs.

    ResponderExcluir

Deixe sua espiritualidade aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...